Rota das Aldeias Históricas obtém selo de associação europeia de caminhada

A Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal (GR22) recebeu o selo “Leading Quality Trails – Best of Europe”, tornando-se na maior rota europeia com esta distinção, foi hoje anunciado.

Segundo a Associação de Desenvolvimento Turístico – Aldeias Históricas de Portugal, com sede em Belmonte, no distrito de Castelo Branco, a rota GR22, que atravessa o território das Aldeias Históricas de Portugal, “foi reconhecida pela principal associação europeia de caminhada como uma das melhores rotas da Europa”.

O selo “Leading Quality Trails – Best of Europe” foi atribuído na quinta-feira, em Châtenois, França, pela European Ramblers Association (Associação Europeia de Caminhada).

A certificação “destaca os melhores destinos de caminhada na Europa, através de critérios como a sustentabilidade, o nível de experiência proporcionado ao utilizador, a qualidade do seu traçado e a sua riqueza cultural e natural”.

Com a distinção, “Portugal tem a maior rota europeia para caminhadas com selo ‘Leading Quality Trails – Best of Europe'”, refere a associação das Aldeias Históricas de Portugal.

O projeto, é referido, “está em linha com o compromisso de sustentabilidade e locomoção suave das Aldeias Históricas de Portugal, que, recentemente, receberam o certificado ‘Biosphere Destination’ – o primeiro destino em rede, a nível mundial, e o primeiro a nível nacional a ganhar esta distinção”.

“Por outro lado, a atribuição do selo ‘Leading Quality Trails – Best of Europe’ é o reconhecimento da extensa oferta em História, cultura, património e natureza da GR22”, lê-se.

A atribuição do selo é o culminar “de cerca de dois anos de trabalho na adequação da rota com os requisitos da certificação, nomeadamente no que se refere à sinalética interpretativa, informativa e de orientação”, acrescenta.

Para a Associação de Desenvolvimento Turístico – Aldeias Históricas de Portugal a certificação “é uma excelente oportunidade para a internacionalização no mercado do Norte da Europa, uma vez que a European Ramblers Association tem génese na Alemanha, um dos principais mercados emissores no turismo ativo para a área das caminhadas”.

A GR22 liga as 12 Aldeias Históricas de Portugal em mais de 600 quilómetros de extensão, num percurso circular, que envolve alguns dos mais belos parques naturais e reservas classificadas como Património Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

O percurso envolve cerca de 104 localidades e 20 municípios: os 10 que integram a rede (Almeida, Arganil, Belmonte, Celorico, Figueira de Castelo Rodrigo, Fundão, Idanha-a-Nova, Mêda, Sabugal e Trancoso) e ainda os municípios de Guarda, Castelo Branco, Covilhã, Fornos de Algodres, Gouveia, Manteigas, Pampilhosa da Serra, Penamacor, Pinhel e Seia.




Conteúdo Recomendado