Beiras e Serra da Estrela quer regresso do Sud-Expresso e mais um Intercidades

A Assembleia da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE) aprovou hoje, por unanimidade, três moções sobre transportes e portagens, onde propõe a criação de um novo comboio Intercidades e a reposição do Sud-Expresso.

O deputado Hélio Fazendeiro (Covilhã), apresentou uma moção onde refere que a reabertura do troço da Linha da Beira Baixa entre as cidades da Covilhã e da Guarda “deve ser acompanhada de uma significativa melhoria na conectividade ferroviária da região”.

Na moção propõe-se a criação de “um serviço regional rápido e confortável nas deslocações no eixo Guarda – Covilhã – Fundão – Castelo Branco” e a “introdução de ligações diretas com o norte litoral do país”.

No documento, a Assembleia Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, presidida por Nuno Soares (Manteigas), entende que a CP também “deve introduzir um novo serviço Intercidades Covilhã – Guarda – Aveiro – Porto – Braga” e equacionar uma “extensão do Intercidades Lisboa – Covilhã para Salamanca (Espanha)”, assegurando as ligações a Madrid.

O documento também pede e “reposição urgente” do serviço internacional Sud-Expresso, que foi suspenso pela CP com a crise causada pela pandemia de covid-19.

“Ao contrário das regiões do litoral, a Beira Interior está distante dos maiores aeroportos internacionais, o que faz do Sud-Expresso um elo crucial na relação com as nossas comunidades. A Assembleia Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela entende que deve ser reposto no mais curto espaço de tempo o serviço Sud-Expresso”, lê-se no documento.

Hélio Fazendeiro também viu aprovada outra moção que propõe ao Governo a criação de um programa que permita um serviço de transporte público de passageiros para os territórios de baixa densidade, como é o caso da CIM-BSE.

O deputado Albino Bárbara (Celorico da Beira) apresentou uma moção sobre a redução do valor a pagar pelas portagens nas antigas Scut (vias sem custos para o utilizador) que servem a região.

No documento é lembrado que o Orçamento do Estado (OE) de 2021 reduz as portagens em 50% do valor atual, mas é proposto ao Governo que no OE de 2022 seja inscrita uma “nova redução (50% do valor pago em 2021) para que, faseadamente, as portagens estejam extintas” nas autoestradas A23, A24 e A25, no ano de 2023.

Na mesma sessão, também por proposta de Albino Bárbara, foi cumprido um minuto de silêncio em memória do ensaísta Eduardo Lourenço, que morreu no dia 01 de dezembro, em Lisboa, aos 97 anos.

O deputado Alexandre Gonçalves (Sabugal) lembrou Eduardo Lourenço, natural de São Pedro do Rio Seco, no concelho de Almeida, no distrito da Guarda, como “o mais proeminente pensador da cultura portuguesa” e um “ilustre interventor cívico” que “descerrou caminhos, combateu a ignorância e promoveu a literacia”.

A CIM-BSE é constituída por 15 municípios, sendo 12 do distrito da Guarda (Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Guarda, Gouveia, Manteigas, Meda, Pinhel, Seia, Sabugal e Trancoso) e três do distrito de Castelo Branco (Belmonte, Covilhã e Fundão).



Conteúdo Recomendado