Comissão Vitivinícola da Beira Interior faz “balanço positivo” de loja ‘online’

A Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior (CVRBI) fez hoje um “balanço positivo” do funcionamento da loja ‘online’ que abriu no dia 02 de fevereiro para permitir que os produtores escoem os seus produtos.

“Praticamente todos os dias, felizmente, temos tido encomendas para os mais variados sítios. Temos tido muitas encomendas para a área da Grande Lisboa, para o Grande Porto, para o Norte, para o Algarve, para os Açores. Foi uma boa aposta”, disse hoje à agência Lusa o presidente da CVRBI, Rodolfo Queirós.

Segundo o responsável, a loja ‘online’ da Rota dos Vinhos foi criada para “dar a conhecer os vinhos da Beira Interior a mais público” e ajudar os produtores no escoamento.

“O que temos sentido da parte de quem nos contacta praticamente todos os dias é que há cada vez mais uma apetência pelos vinhos da nossa região, só que, muitas vezes, pelas diversas razões, os vinhos não estão disponíveis e muitas vezes têm dificuldade em adquiri-los. Com a plataforma, as pessoas conseguem facilmente receber as suas encomendas no conforto das suas casas e adquirir produtos da Beira Interior”, referiu.

Rodolfo Queirós faz “um balanço francamente positivo” do funcionamento da loja de vinhos ‘online’ e refere que “muitas vezes é o primeiro contacto que as pessoas têm com os vinhos da Beira Interior”.

No período da Páscoa, a loja da CVRBI vai realizar uma campanha promocional dos vinhos da região, como já fez por ocasião das comemorações dos dias da Mulher e do Pai.

A loja ‘online’ da CVRBI foi criada no âmbito da estratégia da Rota dos Vinhos da Beira Interior que agrega, além dos produtores locais, vários parceiros, como o Turismo do Centro de Portugal, as Aldeias Históricas de Portugal, os municípios de Guarda, Oleiros, Vila Velha do Ródão, Figueira de Castelo Rodrigo, Fundão, Castelo Branco, Pinhel e Trancoso.

A plataforma digital disponibiliza ao público mais de 150 diferentes vinhos da Beira Interior, entre brancos, rosés, tintos, espumantes e colheitas tardias.

Os consumidores também podem adquirir outros produtos endógenos, como o azeite e o mel.

A CVRBI tem sede na cidade da Guarda, no Solar do Vinho, e abrange as zonas vitivinícolas de Castelo Rodrigo, Pinhel e Cova da Beira, nos distritos de Guarda e de Castelo Branco, que correspondem a uma área de 20 municípios.

Na área da CVRBI, com perto de 16 mil hectares de vinhas e uma grande variedade de castas (destacando-se as brancas Síria, Arinto e Fonte Cal, e as tintas Tinta Roriz, Rufete, Touriga Nacional, Trincadeira e Jaen), existem cerca de 60 produtores de vinho, sendo quatro adegas cooperativas e os restantes produtores particulares.

Pode aceder à Loja Online AQUI.



Conteúdo Recomendado