Ciclo ‘12 em Rede – Aldeias em Festa’ arranca este mês em Sortelha

A “Lenda do Beijo sem Fim” anima Aldeia Histórica de Sortelha entre 28 e 30 de junho.

No final deste mês arranca a nova edição do Ciclo ‘12 em Rede – Aldeias em Festa’. Tratam-se de doze eventos que dão vida às lendas e aos mitos das Aldeias Históricas de Portugal, através de animação de rua, visitas teatralizadas, workshops e música. O Ciclo ‘12 em Rede – Aldeias em Festa’, que chega agora à sua terceira edição, torna-se este ano o primeiro ciclo de eventos em rede, a nível mundial, com certificado BIOSPHERE© Events.

Segundo a Associação Aldeias Históricas de Portugal, “estas estão na linha da frente em estratégias de inovação e sustentabilidade, no nosso país. Prova disso é que, depois de se terem tornado, em 2018, o primeiro destino em rede, e o primeiro destino a nível nacional, a receber o certificado BIOSPHERE DESTINATION, entregue pelo Instituto de Turismo Responsável, são agora pioneiras na promoção do 1.º ciclo de eventos em rede, a nível internacional, com certificado BIOSPHERE© Events. O Ciclo ‘12 em Rede – Aldeias em Festa’, já está este ano a ser preparado de acordo com os requisitos internacionais de sustentabilidade.”

“A iniciativa consiste num conjunto de eventos, promovidos em cada uma das 12 Aldeias Históricas de Portugal, cujo objetivo é dar vida àqueles lugares e oferecer momentos inesquecíveis às comunidades locais e visitantes.”

O Ciclo começa este mês, decorrendo o primeiro evento na Aldeia Histórica de Sortelha, de dia 28 a 30 de junho, e só termina no final do ano, com o último evento a acontecer na Aldeia Histórica de Belmonte, de 27 a 30 de dezembro.

À semelhança das edições anteriores, como ponto de partida de cada evento ‘12 em rede – Aldeias em Festa’ está sempre algo que pertence à memória coletiva de cada aldeia, como uma personagem, uma lenda ou um conto tradicional, um acontecimento histórico ou um elemento patrimonial. As histórias e estórias das Aldeias Históricas de Portugal vão sair dos livros e do imaginário da comunidade e ganhar vida nas ruas de cada aldeia.

“O programa de cada localidade tem a duração mínima de dois dias e conta com a participação ativa da comunidade em que acontece, em estreita colaboração com artistas profissionais. São 12 eventos, onde o objetivo é oferecer aos participantes uma experiência autêntica nas Aldeias Históricas de Portugal. Os produtos distintivos de cada aldeia também estarão em destaque, nomeadamente em mercados de rua”, acrescenta a Associação de Desenvolvimento Turístico.

Depois de Sortelha, o ciclo prosseguirá com eventos no Piódão (6 e 7 de julho), Linhares da Beira (12 a 14 de julho), Marialva (20 e 21 de julho), Castelo Novo (27 e 28 de julho), Castelo Rodrigo (6 e 7 de setembro), Castelo Mendo (20 e 21 de setembro), Trancoso (4 a 6 de outubro), Idanha-a-Velha (1 a 3 de novembro), Monsanto (8 a 10 de novembro), Almeida (21 e 22 de dezembro) e Belmonte (27 a 30 de dezembro).

Esta é uma ação financiada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através, designadamente, dos programas Centro 2020 (Programa Operacional Regional do Centro), via Portugal 2020, e através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).




Conteúdo Recomendado