Portugal com maior quebra da UE na produção industrial em setembro

A produção industrial aumentou em setembro na zona euro e União Europeia (UE) face ao mês homólogo, mas recuou na comparação com agosto, tendo Portugal registado a maior quebra mensal (6,7%), segundo o Eurostat.


Face ao mesmo mês de 2016, em setembro a produção industrial aumentou 3,3% na zona euro e 3,6% no conjunto dos 28 Estados-membros, tendo o indicador recuado na variação em cadeia 0,6% entre os 19 países da moeda única e 0,5% na UE.

De acordo com o gabinete oficial de estatísticas da UE, Portugal registou a maior quebra face a agosto (6,7%), seguindo-se a Dinamarca (3,7%) e a Grécia (3,6%), enquanto as maiores subidas se observaram na Holanda (4,3%), na Suécia (2,4%) e na Estónia (2,3%).

Em termos homólogos, as maiores subidas foram assinaladas na Letónia (12,9%), na Eslovénia (8,6%) e na Hungria (8,0%), tendo havido apenas um recuo, na Irlanda, de 3,1% na produção industrial.

Em Portugal, a produção industrial cresceu 4,7% na comparação com setembro de 2016.

 

 



Outros Conteúdos
Acompanhe toda a atualidade da Região! Subscreva a nossa newsletter.