A segunda edição da Feira Gastronómica, “A Alambicada”, irá decorrer nos dias 28, 29 e 30 de setembro, em Vila Nova de Tazem, no concelho de Gouveia

Feira Gastronómica “A Alambicada” regressa a Vila Nova de Tazem

Início: 2019-09-27 00:00:00
Fim: 2019-09-29 00:00:00
Local do Evento: Vila Nova de Tazem
Entidade Promotora: Casa do Povo de Vila Nova de Tazem

A Casa do Povo de Vila Nova de Tazem em parceria com a Freguesia e a Câmara Municipal de Gouveia, organizam nos dias 27, 28 e 29 de setembro a segunda edição da Feira Gastronómica “A Alambicada”, que conta com a colaboração/participação das diferentes instituições, coletividades e comércio de Vila Nova de Tazem.

De acordo com uma nota da organização, o evento pretende divulgar a gastronomia da região em particular a ALAMBICADA, os vinhos do Dão, as atividades das coletividades e o artesanato local. Assim, o certame conta com a presença das associações, das coletividades Vilanovenses e dos produtores dos vinhos do Dão. O principal objetivo desta Feira é a promoção de um dos pratos gastronómicos mais emblemáticos de Vila Nova de Tazem, a “Alambicada”.

Para além d’A Alambicada também serão apresentados outros pratos típicos da região da Beira Alta, tais como: as migas do lagar, a sopa à lavrador, o arroz de entrecosto de vinho de alhos, os torresmos, o cabrito assado; a doceria típica como o arroz doce, o leite-creme, as papas de milho, o pudim de pão, a tigelada da beira alta e ainda o típico bolo doce de Vila Nova, acompanhado com o famoso queijo da Serra da

Estrela e ainda o requeijão com marmelada ou doce de abobora. A par da gastronomia, as empresas produtoras do vinho Dão proporcionarão aos visitantes a participação nas vindimas, visitas às adegas e provas de vinhos.

A Feira conta também com espetáculos musicais com a Banda Tempo (dia 27 de setembro), Daytay (28) e Toka a Kantar (dia 29).

O que é a Alambicada

A Alambicada é um prato tradicionalmente confecionado com carne de borrego e vinho branco, preparada em panela de ferro, cozinhada no fogo lento em fogueira a lenha. O seu nome advém do facto de ser confecionado à pressão tal como a aguardente em alambique. Os ingredientes são colocados na panela de ferro tapada com um alguidar de alumínio, vedado com massa de centeio para evitar a evaporação dos fluidos, no qual é colocada água que regula a temperatura da cozedura. À medida que a água vai evaporando, é acrescentada mais água, funcionando de maneira idêntica ao alambique. Depois de pronta, “ensopa-se” com pão de mistura e serve-se acompanhada com batatas cozidas com pele.

O processo de confeção da Alambicada confere-lhe um sabor distinto e requintado, constituindo-se como um segredo bem guardado de autenticidade gastronómica que urge divulgar.