Ultramaratona Beira Baixa uma das mais duras do mundo

Os 281 quilómetros para percorrer no máximo de 66 horas, fazem da Ultramaratona PT281+ Beira Baixa Portugal, uma das provas mais exigentes da modalidade.

A 3ª edição da Ultramaratona vai decorrer de 27 a 30 deste mês. Este ano a prova começa em Penamacor (na Torre de Menagem) e termina em Castelo Branco (no castelo da cidade), com a particularidade de passar por todos os concelhos da CIMBB- Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa.

A prova, que tem uma das maiores distancias do mundo, terá passagem pelo Geopark Naturtejo, Parque Nacional Tejo Internacional, Castelos da Região, Aldeias de Xisto e Históricas e pela vasta rede de praias fluviais.

Para além da vertente desportiva a prova, inspirada na Badwater (dos Estados Unidos) e na BR135+ (do Brasil) pretende levar os participantes numa viagem na busca de experiências da região e junto das costumes, tradições, gastronomia e gentes da Beira Baixa.

Paulo Garcia da Horizontes – Turismo Desportivo, que organiza a prova, destaca o facto de a PT281+ Beira Baixa conseguir atrair os melhores atletas da modalidade.

“Vamos ter João Oliveira, que venceu a primeira edição e este ano parte como favorito. E vamos ter também o atleta brasileiro invisual Vladimir dos Santos, que se concluir a prova vai bater o record de maior percurso percorrido por atleta invisual” explicou Paulo Garcia.

O responsável destacou também a presença de um atleta americano que não tinha por hábito repetir provas, mas que participa na Ultramaratona 218+ Beira Baixa pela terceira vez.

“Levi Rizk, vem pela terceira vez à nossa prova, traz sempre consigo a família, que ficam na região cerca de uma semana e já mostrou interesse em comprar casa na região, mais concretamente nos Cunqueiros (Proença-a-Nova) ” informa o responsável.

Estão inscritos até ao momento 50 participantes, na sua maioria portugueses/homens. No final todos os participantes serão nomeados embaixadores da Beira Baixa.

A prova tem o apoio da CIMBB, a comunidade destaca a promoção da região através deste evento desportivo.

“A prova conjuga a parte desportiva com a promoção da região. Esperamos que consiga alcançar o sucesso das edições anteriores, e a promoção dos nossos territórios possa sair privilegiada e valorizada” afirmou António Beites, autarca de Penamacor, vice-presidente da CIMBB.




Conteúdo Recomendado