UBI participa em Doutoramento em Ressonância Magnética Nuclear

Fonte: http://intranet.fcsaude.ubi.pt/dokeos

São seis as universidades que participam no plano doutoral que integra o programa Doutoramento FCT.

A Universidade da Beira Interior (UBI) é uma das seis instituições nacionais que vai conceder o grau de doutor no âmbito do Doctoral Training Program in Nuclear Magnetic Resonance Applied to Chemistry, Material and Biosciences. O programa de doutoramento faz parte de um conjunto de 38 aprovados pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), no concurso de 2013, e foi proposto pela Universidade Nova de Lisboa. No caso da UBI a participação é da responsabilidade da Faculdade de Ciências da Saúde e do CICS – Centro de Investigação em Ciências da Saúde.

O programa faz parte do programa Doutoramento FCT, com os quais se pretende “promover a formação científica pós-graduada de excelência e contribuir para a criação de colaborações estreitas entre instituições universitárias, unidades de I&D e empresas”, segundo a instituição.

Estes planos de formação são uma das apostas da política científica do Ministério da Educação e Ciência. O objetivo passa por aumentar o “potencial de competitividade internacional e efeito multiplicador da investigação nacional e da transferência de conhecimento para a sociedade”, segundo Leonor Parreira, secretária de Estado da Ciência.

O programa de doutoramento da FCT surge na sequência da PTNMR – Portuguese Nuclear Magnetic Resonance Network, da qual faz parte o Laboratório de Ressonância Magnética Nuclear (LRMN) do CICS-UBI, que alcançou classificação máxima no concurso da FCT para a criação de um Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico.

A análise foi efetuada por um painel internacional composto por 105 avaliadores, num processo que serviu para criar um conjunto de centros de investigação que “sustentem avanços científicos e tecnológicos e reforcem a capacidade da comunidade de I&D em Portugal, de forma a fomentar a sua participação ativa em projetos europeus e internacionais”, segundo a FCT.

Os equipamentos do Laboratório de Ressonância Magnética Nuclear podem ser utilizados em diversas áreas científicas como a medicina, química, farmácia, bioquímica ou física. O LRMN do CICS-UBI faz investigação científica nas áreas de aplicação da RMN, nomeadamente, elucidação de compostos orgânicos, bioquímica estrutural, desenho de fármacos, metabolómica – análise de metabolitos de amostras como urina, plasma, saliva –, de forma multidisciplinar.




Conteúdo Recomendado