Inovcluster lança primeira rota no país que promove a valorização turística do queijo com DOP

Decorreu, na passada quinta-feira, dia 6 de agosto, a sessão oficial de assinatura do contrato para a criação da primeira Rota Turística e Gastronómica: Queijos da Região Centro. A cerimónia contou com a presença da secretária de Estado do Turismo, Rita Marques.

O projeto tem como promotor a InovCluster – Associação do Cluster AgroIndustrial do Centro e integra a estratégia mais abrangente do Programa Valorização da Fileira do Queijo DOP da Região Centro, apoiada pelo Programa Operacional do Centro – PO Centro 2020.

A nova rota pretende qualificar e valorizar um produto turístico capaz de melhorar a atratividade e dinamização turística da região e contempla os territórios da Beira Baixa (NUTT III DOP Queijos da Beira Baixa e Requeijão da Beira Baixa), da Serra da Estrela (região das DOP Queijo Serra da Estrela e Requeijão Serra da Estrela) e do Rabaçal (NUT III da Região de Coimbra e Região de Leiria). Assumindo uma elevada importância estratégica, a rota permitirá alavancar também o Programa Valorização da Fileira do Queijo DOP da Região Centro.

Salientando que «juntos, somamos e cooperando, multiplicamos», a presidente da InovCluster, Cláudia Domingues Soares, considera que a aprovação desta iniciativa permitirá uma complementaridade entre vários parceiros fundamentais para o desenvolvimento, tanto do turismo da região, como da referida fileira dos queijos do Centro com DOP.

Ao estruturar e qualificar a oferta de um novo produto turístico, associando os Queijos com DOP ao território rural, às tradições e à gastronomia, diversificando as atividades a si ligadas e criando novas formas de rendimento e fixação da população no território, a rota pretende dar um novo impulso ao turismo e à economia local.

A iniciativa foi aprovada pelo Turismo de Portugal, no âmbito do Programa de Apoio à Valorização e Qualificação do Destino, na Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior e apresenta um investimento elegível aprovado de 327.331,50€, sendo 70% financiado pelo Programa de Apoio à Valorização e Qualificação do Destino. A cerimónia contemplou ainda a formalização do contrato da Rota do Bordado de Castelo Branco, iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Castelo Branco.



Conteúdo Recomendado