Fundação Côa Parque assina protocolo com a Universidade de Coimbra

A Fundação Côa Parque assinou hoje um protocolo de colaboração técnico-científica com a Universidade de Coimbra, através do seu Centro de Investigação FCT – 281- Centro de Estudos em Arqueologia Artes e Ciências do Património da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (CEAACP/FLUC).

O protocolo foi assinado por Bruno Navarro, Presidente do Conselho Directivo da Fundação Côa Parque, e por Cláudia Cavadas, Vice-Reitora da Universidade de Coimbra, no Museu de Foz Côa.

Foi assinado esta quinta-feira (dia 9), em Vila Nova de Foz Côa, um protocolo de cooperação técnico-científica entre a Universidade de Coimbra (UC) – através do Centro de Estudos em Arqueologia, Artes e Ciências do Património (CEAACP) da Faculdade de Letras da UC – e a Fundação Côa Parque.

O acordo prevê a assessoria técnica e científica dos investigadores do CEAACP em iniciativas da Côa Parque – Fundação para a Salvaguarda e Valorização do Vale do Côa, e a colaboração mútua das instituições em projetos no âmbito de atividades de investigação e de divulgação do património cultural. “Este protocolo vem formalizar uma colaboração já longa e vai permitir continuar a dinamizar a articulação entre as duas instituições, potenciando a capacidade cientifica da Universidade de Coimbra nesta área do conhecimento, mas numa perspetiva interdisciplinar”, refere Cláudia Cavadas, Vice-Reitora da UC.

A Fundação Côa Parque é responsável pela gestão e promoção científica e turístico-cultural do Parque Arqueológico do Vale do Côa e do Museu do Côa, região com ocupação humana desde há cerca de 200 mil anos, com particular importância na arte rupestre pré-histórica, e cuja paisagem está classificada como Monumento Nacional e inscrita na Lista do Património Mundial da UNESCO. Os investigadores do CEAACP têm participado, de modo continuado, ao longo das últimas quatro décadas, no estudo da Pré-história e de outros períodos mais recentes do território do Vale do Côa.

é de assinalar a tradição de colaboração inovadora com a criação, a partir da Universidade de Coimbra, em 1996, do primeiro site sobre as gravuras de Foz Côa, fazendo a História da descoberta, arquivando todas as notícias e apelando à sua preservação.




Conteúdo Recomendado