Autoridades investigam furto de jipe na zona de buscas pelo foragido de Aguiar da Beira

O furto de um jipe numa quinta de Sabrosa, distrito de Vila Real, levou hoje ao local as autoridades envolvidas nas buscas do foragido de Aguiar da Beira para apurar se haverá ligação entre os dois casos.

A GNR de Vila Real avançou apenas, via telefone, num esclarecimento aos jornalistas, que o caso está a ser investigado, sem avançar, para já, uma relação ao alegado homicida de Aguiar da Beira, cujas buscas se têm centralizado no perímetro em volta de Vila Real e no concelho vizinho de Sabrosa.

A fonte confirmou a denúncia do furto da viatura, Land Rover com a matrícula 29-BL-24, que terá ocorrido entre sábado, a data em que os proprietários a deixaram no local, e a manhã de segunda-feira, quando se aperceberam do seu desaparecimento.

A Lusa observou no local, a Quinta do Portal, movimentações das autoridades, nomeadamente perícias da Polícia Judiciária à procura de vestígios relacionados com o furto do jipe.

Nem os proprietários da quinta ou da viatura, nem as autoridades no local falaram aos jornalistas.

Pedro Dias, conhecido como “Piloto”, está desaparecido desde 11 de outubro, data em que dois militares da GNR foram atingidos a tiro, em Aguiar da Beira, no distrito da Guarda. Um morreu e outro ficou ferido.

Na mesma madrugada, um homem morreu e a mulher ficou gravemente ferida, também alvejados a tiro na viatura em que seguiam, em São Pedro do Sul, no distrito de Viseu.

Começou, então, a caça ao homem tendo como único alvo Pedro Dias, o suspeito de Arouca, no distrito de Aveiro.

Denúncias e alegados vestígios do suspeito foram surgindo nos últimos dias, desde a zona de Arouca, a Vila Real, onde se centraram as atenções há mais de uma semana, mas ainda sem rasto do alegado homicida.




Conteúdo Recomendado