Associação de Desenvolvimento Rural da Serra da Estrela apoia investimentos na região

A área de atuação da ADRUSE integra os concelhos de Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Gouveia, Manteigas e Seia, na região da Serra da Estrela, no distrito da Guarda.

A Associação de Desenvolvimento Rural da Serra da Estrela (ADRUSE), com sede em Gouveia, prevê apoiar, até ao final do quadro comunitário Portugal 2020, iniciativas de investimento em cerca de quatro milhões de euros, foi hoje anunciado.

A área de atuação da ADRUSE integra os concelhos de Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Gouveia, Manteigas e Seia, na região da Serra da Estrela, no distrito da Guarda.

No âmbito da sua intervenção, enquanto Grupo de Ação Local, a ADRUSE tem vindo a implementar, desde 2016, a Estratégia de Desenvolvimento Local designada por “Estrela 2020”.

Segundo uma nota daquela associação, no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural PDR 2020, entre 2016 e 2019, a ADRUSE procedeu “à abertura de 13 Avisos de Concurso, aos quais foram submetidas 145 candidaturas, traduzindo-se num valor de investimento proposto de 10.364.909,89 euros”.

“No âmbito do apoio à criação e modernização de micro e pequenas empresas, e decorrente do Aviso Centro – M8 – 2017 – 29, a ADRUSE rececionou 32 candidaturas FEDER, com um investimento elegível de 1.372.224,00 euros, das quais resultou o apoio à criação de 36 postos de trabalho no montante de 185.762,90 euros”, é referido.

O comunicado adianta que, “ainda no presente ano, fruto das taxas de execução verificadas, esta entidade viu reforçada a dotação inicialmente aprovada no âmbito do FEADER, num valor superior a 380.000 euros, o que se traduziu num reforço financeiro da Estratégia de Desenvolvimento Local ‘Estrela 2020′, permitindo assim a abertura de novos avisos de concurso”.

“Em síntese, resultado das candidaturas rececionadas, a ADRUSE prevê, até ao final do presente quadro comunitário, apoiar iniciativas de investimento em cerca de quatro milhões de euros, contribuindo assim para um aproveitamento mais racional das potencialidades endógenas dos concelhos que integram a sua área de atuação, tendo em vista o desenvolvimento rural e a melhoria das condições de vida das populações”, é referido.

A ADRUSE foi fundada em 1991 e tem como missão a “promoção, apoio e realização de um aproveitamento mais racional das potencialidades endógenas dos concelhos que integram a área de atuação, tendo em vista o desenvolvimento rural e a melhoria das condições de vida das populações”.



Conteúdo Recomendado