Município do Sabugal com orçamento de 25 milhões de euros em 2021

A Câmara Municipal do Sabugal aprovou um orçamento para este ano no valor de 25 milhões de euros, que regista um aumento de um milhão de euros relativamente ao de 2020, foi hoje anunciado.

Segundo o presidente da autarquia, António Robalo (PSD), os documentos previsionais para 2021 foram aprovados por maioria pelo executivo camarário e também pela Assembleia Municipal.

O orçamento para este ano, elaborado num contexto de crise sanitária provocada pela pandemia de covid-19, contempla “medidas para ajudar todos os sabugalenses a ultrapassar este difícil momento”, mas também “no sentido da dinamização económica e social”, de acordo com o autarca.

“A crise sanitária, económica e social resultante da pandemia covid-19, exige maior atenção na proteção das famílias, na saúde, na educação, no apoio social e na economia local”, sublinha António Robalo no texto de introdução do documento.

O autarca acrescenta que a situação económica e financeira do município “permite avançar com investimentos criteriosos indispensáveis para garantir a melhoria das infraestruturas e a prestação dos serviços básicos essenciais e canalizar todos os recursos disponíveis para continuar a construir um concelho moderno, qualificado e atrativo”.

Uma das apostas do executivo do Sabugal vai para a promoção da mobilidade e acessibilidade concelhia, com obras na ligação rodoviária da cidade ao nó das autoestradas A25 e A23 (na Guarda), a repavimentação da Estrada da Raia e das ligações de acesso a Espanha nos troços de Aldeia da Ponte e Lageosa da Raia, entre outras.

Apostar na conectividade com a “cobertura integral do concelho em banda larga, potenciadora da instalação de novos empreendedores e empresas, de novas formas de trabalho, qualificando a vida dos residentes” é outra das apostas, a par da rede de Centros CoWorking Rural, com gestão centralizada no SmartWorkCenter do Sabugal.

O município também pretende desenvolver um Plano Municipal de Recuperação de Linhas de Água e valorizar a rede de serviços públicos de interesse geral (nomeadamente a saúde, educação, transportes, energia e comunicações) e apoiar a atividade económica (serviços, agricultura, pecuária e floresta).

Entre outros projetos previstos para este ano, António Robalo adianta que o município vai desenvolver o PARU – Plano de Ação para a Regeneração Urbana da sede do concelho (Largo da Fonte, Rua 5 de Outubro, Praça da República e Largo de São Tiago, Centro de Artes e Ofícios, Roseiral Rainha Santa Isabel – Milagre das Rosas, Requalificação das Margens do Côa/Praia Fluvial e Entrada Sul do Sabugal) e “dar continuidade às obras e projetos municipais iniciados, transpondo todos os compromissos assumidos”.

Este ano, o município do Sabugal, no distrito da Guarda, também tenciona “apoiar associações locais na implementação de atividades e projetos diferenciadores, de ocupação de jovens, de promoção do concelho, de valorização de produtos”.

A implementação de medidas de eficiência energética, a valorização do património natural, o reforço das relações transfronteiriças e favorecer o acesso à cultura, ao desporto e ao lazer, são outros dos propósitos da autarquia.



Conteúdo Recomendado