Idanha-a-Nova levou com sucesso Portugal ao Mercado de Natal de Estrasburgo

A presença de Portugal no Mercado de Natal de Estrasburgo, França, coordenada pelo Município de Idanha-a-Nova, foi considerada pela organização a melhor de sempre por um país estrangeiro.

O evento, que encerrou portas dia 24 de  dezembro, foi um grande sucesso, traduzindo-se em 75 toneladas de produtos portugueses comercializados e promovidos no “Coração da Europa” e numa invasão de música e cultura portuguesas nas ruas e espaços nobres de Estrasburgo.

Durante um mês, Portugal ocupou a Praça Gutenberg, uma das mais emblemáticas da cidade da Alsácia, dinamizando uma autêntica “Village Portugais”, composta por 16 chalés cedidos gratuitamente pela Câmara de Estrasburgo.

O evento foi inaugurado pelos presidentes das Câmaras de Estrasburgo e Idanha-a-Nova e pelo Ministro Português da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, para quem “Idanha-a-Nova, além de levar os seus produtos tradicionais a França, levou também a prova do dinamismo cultural que o interior de Portugal tem neste momento”.

Armindo Jacinto, presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, faz um balanço muito positivo: “Todos nos têm transmitido que Portugal marcou pela positiva, com uma presença de grande qualidade, através da nossa cultura, produtos regionais e gastronomia, elevando o nome de Portugal ao longo de um mês”.

Não é exagero dizer que a presença de Portugal no Mercado de Natal de Estrasburgo contribuiu para o seu sucesso. O presidente da Câmara de Estrasburgo, Roland Ries reforçou que “a forte presença de visitantes na ‘Vila Portuguesa’ permitiu dar a conhecer a qualidade dos produtos portugueses”, salientando “a simpatia e generosidade dos produtores e artesãos, assim como a capacidade de organização da Câmara de Idanha-a-Nova”.

Ao longo de 30 dias, o mercado português foi visitado por milhares de turistas vindo dos quatro cantos do mundo e por uma importante comunidade portuguesa residente, não só  em França, mas também em países vizinhos como a Alemanha, a Suíça e o Luxemburgo.
Pela primeira vez na história deste mercado, que remonta ao século XVI e que é considerado o mais emblemático e antigo da Europa, um país do Sul foi convidado para promover as suas tradições num palco com mais de 2 milhões de visitantes.

Para além da vertente comercial da participação portuguesa, Estrasburgo rendeu-se também à programação cultural. Extremamente rica e eclética, esta participação ilustrou magnificamente as diferentes correntes que marcam a cultura portuguesa. Idanha-a-Nova que integrou recentemente a Rede das Cidades Criativas da Unesco, no campo da Música, não deixou a sua reputação por mãos alheias.

Foram momentos inesquecíveis que vão perdurar na memória dos Estrasburgueses: dois concertos ao som dos adufes, com as Adufeiras de Idanha e de Oledo, ecoaram no Parlamento Europeu e na Igreja de Saint-Pierre-Le-Vieux; o Concerto Ibérico Orquestra Barroca encheu a magnífica e milenar  Catedral de Estrasburgo;  o Coro Misto da Beira Interior surpreendeu com o fado à capela; a Filarmónica Idanhense animou o Bairro Europeu e deliciou os visitantes do Museu da Europa, assim como a música tradicional do grupo Tok’Avakalhar.

Houve ainda espaço para a arte contemporânea portuguesa, por via da Coleção de Paulo Lopo, com obras de Vieira da Silva, Paula Rego, Carlos Farinha, Cargaleiro, entre outros.

O Mercado de Natal de Estrasburgo entrou, pela primeira vez, no Parlamento Europeu, pela mão da eurodeputada Ana Gomes, que inaugurou uma exposição fotográfica de Valter Vinagre sobre o mundo rural português, tendo os eurodeputados apreciado as iguarias portuguesas preparadas pela Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova (ESGIN), que superou com distinção todos os desafios colocados ao longo do mês.

A presença portuguesa no Natal de Estrasburgo teve o apoio de vários ministérios portugueses, tendo vários governantes dado o seu contributo para o sucesso deste evento. O Secretário de Estado das Comunidades portuguesas, José Luís Carneiro, inaugurou a Semana Gastronómica Portuguesa, momento inédito no célebre restaurante Maison Kammerzell, com a parceria da ESGIN.




Conteúdo Recomendado