Estudantes internacionais reforçam curso de Engenharia Civil da UBI

O Departamento de Engenharia Civil e Arquitetura (DECA) da Universidade da Beira Interior (UBI) vai receber mais de 20 alunos originários de outros países, que no próximo ano letivo vão frequentar o Mestrado Integrado em Engenharia Civil.

Uma estratégia de internacionalização que tem vindo a ser implementada pela Universidade e que nos últimos anos tem contribuído para minimizar os efeitos da diminuição do número de candidatos portugueses a cursos daquela área.

A recuperação da perda de estudantes nos cursos de Engenharia Civil já se faz sentir de há dois anos a esta parte. No entanto, a vinda destes estudantes internacionais para a UBI significa o aumento do número de discentes, que permitem fortalecer o espírito de grupo e incutir uma outra dinâmica à relação diária entre docentes e alunos.

De acordo com a presidente do DECA “o processo de internacionalização é decisivo”, já que “se por um lado garante o funcionamento do Mestrado Integrado em Engenharia Civil, significa também uma perspetiva global”. Assim sendo, Cristina Fael destaca que a chegada destes alunos estrangeiros “garante a multiculturalidade tão desejada nos meios académicos, tão bem-vinda para os jovens e para a sociedade em geral, e particularmente para a região onde a UBI se insere”.

Em todos os anos letivos, o curso de Engenharia Civil da UBI tem sido reforçado com a presença dos estudantes Erasmus e de Doutoramento, provenientes de vários pontos do Mundo. As vagas que serão ocupadas pelos discentes internacionais são independentes daquelas que foram disponibilizadas para os candidatos portugueses no Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior.



Conteúdo Recomendado