Pedaços de arte na Covilhã

Está patente no Museu de Arte Sacra, na Covilhã, a partir do próximo dia 7 de setembro, a exposição “Pedaços de uma outra arte”, azulejo alicatado, da autoria de José Veiga Freire. A mostra pode ser visitada de terça- feira a domingo, entre 10 e as 18 horas, até 30 de outubro.

O autor é natural do Fundão, tendo iniciado a sua atividade artística há 20 anos, como autodidata. Bancário de profissão, é no trabalho do azulejo que expressa a sua arte. De resto, José Freire já percorreu o país e a Europa, contactando de perto com as técnicas e obras dos grandes mestres deste tipo de arte.

A arte do autor fundanense baseia-se no aproveitamento de pedaços de azulejos (e sem utilização de quaisquer tintas), variados tipos de quadros, painéis e de peças tridimensionais decorativas, que ganham forma, numa forma particular de trabalhar este tipo de materiais.

Com inspiração na arte do mosaico e nas várias correntes da azulejaria e na técnica “alicatado” (em voga nos séculos XVI e XVII), a obra de José Freire recria pinturas e desenhos de artistas célebres, para além de peças próprias.

Possui um atelier em Azeitão, onde desenvolve a sua arte, contando já com várias exposições um pouco por todo o país.



Conteúdo Recomendado