PSD candidata presidente da concelhia, Fabíola Figueiredo, à Câmara de Seia

A presidente da Comissão Política Concelhia do PSD de Seia, Fabíola Figueiredo, é a candidata social-democrata à presidência da Câmara Municipal local nas eleições autárquicas de 01 de outubro.

Fabíola Maria de Almeida Figueiredo, 35 anos, médica, natural de Seia e residente em São Romão, naquele concelho, é a atual presidente da Comissão Política local do PSD e está a cumprir o segundo mandato como deputada na Assembleia Distrital do PSD da Guarda.

A candidata também já foi membro da Assembleia de Freguesia de São Romão e coordenadora do Grupo da Saúde do PSD Distrital da Guarda.

Fabíola Figueiredo disse na passada sexta-feira à agência Lusa que lidera uma “candidatura diferenciadora”, por ser encabeçada por uma mulher, o que acontece pela primeira vez, e pelas ideias que apresenta ao eleitorado do município de Seia, situado na Serra da Estrela, no distrito da Guarda.

No seu programa de candidatura inclui várias propostas em áreas como a saúde, o emprego, o empreendedorismo, as acessibilidades, o turismo e o apoio aos idosos e aos jovens.

Na saúde, a social-democrata defende a saída das instituições do concelho de Seia da alçada da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda e a integração no hospital de Viseu.

Referiu que a agregação com a ULS da Guarda representou “grandes prejuízos” para os doentes do concelho, uma vez que passaram a percorrer maiores distâncias para o hospital da Guarda, quando para Viseu “a distância é menor”.

“É isso que as pessoas querem e é uma realidade que é justificável”, apontou.

Em matéria de acessibilidades, Fabíola Figueiredo referiu à Lusa a necessidade de serem construídos os Itinerários Complementares IC6, IC7 e IC37, por serem “fundamentais para fixar o tecido empresarial” no concelho de Seia.

“O nosso concelho enfrenta, há muito, enormes e urgentes desafios, que exigirão compromissos sérios, audazes e conjuntos para que a igualdade de oportunidades de realização pessoal e profissional de cada um seja uma realidade”, afirma a candidata social-democrata.

Segundo Fabíola Figueiredo, “com firmeza, responsabilidade, persistência e força de um percurso próprio, estes poderão ser enfrentados e ultrapassados com sucesso”.

A candidata está “confiante na vitória”, vaticinando que “pode haver uma grande surpresa” no dia 01 de outubro, porque “as pessoas estão motivadas para a mudança”.

A candidatura social-democrata à presidência da Câmara Municipal de Seia será apresentada publicamente pelas 17 horas de sábado, numa sessão que contará com a presença de Maria Luís Albuquerque, vice-presidente do PSD.

No atual executivo municipal de Seia, presidido pelo socialista Carlos Filipe Camelo, o PS tem a maioria, com cinco elementos, e o PSD/CDS-PP possui dois.




Conteúdo Recomendado