Praias Fluviais de Aldeia Viçosa, Loriga e Valhelhas classificadas com bandeira azul

Portugal vai ter, pela primeira vez, mais de 300 bandeiras azuis este ano, atribuídas a 298 praias, das quais 18 fluviais, e a 17 marinas.

O Algarve é a região recordista ao somar 82 galardões, concedidos anualmente pela Fundação para a Educação Ambiental. Na região norte, contabilizam-se 66 praias com bandeira azul. Na lista, estão três praias fluviais e registou-se a saída de Leça da Palmeira. No Centro, receberam o galardão 27 praias que se encontram por 18 concelhos, um dos quais é novidade: Oliveira do Hospital. Em 2014, nesta zona, as bandeiras vão estar em oito praias fluviais e entrou uma praia para o lote: Alvôco das Várzeas. Na zona do Tejo, foram contabilizadas 49 praias, das quais cinco fluviais. As bandeiras vão ser hasteadas em 13 concelhos, tendo-se registado a entrada de Pampilhosa da Serra e de quatro praias: Janeiro de Baixo, Pessegueiro, Santa Luzia e Lagoa de Albufeira do Mar. As saídas foram das praias de Crismina, Calada, Algodio e Castelo. Já no Alentejo, 27 praias e uma fluvial, podem hastear a bandeira azul, estando na lista sete concelhos e uma praia nova: Furnas. Nesta região, assinalou-se a reentrada do Farol. Para o leque de praias distinguidas entrou o Peneco e 12 reentradas: Castro Marim (3) Lagoa (5), Fuseta Ria, Inatel, Pescadores e Falésia-Açoteias. Nos Açores, o galardão foi atribuído a 32 praias de 10 concelhos, registando-se a entrada para a lista da Baixa da Areia e seis reentradas: todas as do município da Praia da Vitória (Escaleiras, Praínha, Grande, Biscoitos, Porto Martins e Riviera). Sem bandeira azul vão ficar Porto Pim e a zona balnear de Santa Cruz da Graciosa. Na Madeira, a bandeira pode ser colocada em 15 praias, ao longo de nove concelhos, tendo-se registado as reentradas na lista da Calheta, Ribeira Brava e Ponta Delgada. De saída esteve a praia Roca Mar.




Conteúdo Recomendado