Município de Fornos de Algodres apoia produtores de ovinos, caprinos e bovinos

As candidaturas destinadas à obtenção do referido apoio financeiro serão analisadas pelo Serviço Veterinário Municipal.

A Câmara Municipal de Fornos de Algodres decidiu, por unanimidade, apoiar financeiramente os ovinicultores, caprinicultores e bovinicultores do concelho, anunciou hoje a autarquia.

Segundo a Câmara presidida por Manuel Fonseca (PS), o executivo aprovou a proposta de regulamento que visa apoiar os produtores com um prémio centrado na produtividade, sendo cada bovino apoiado com um montante de 100 euros, os ovinos da raça Serra da Estrela com seis euros por animal e os ovinos e caprinos de raças indeterminadas com a verba de 2,5 euros por cabeça.

A aposta do município de Fornos de Algodres, no distrito da Guarda, tem como desígnio “apoiar o desenvolvimento rural, de modo a promover a fixação dos produtores, a diminuição dos custos de contexto associados à sua atividade” e apoiar o “rejuvenescimento deste importante fator de produção concelhio”.

A proposta de Regulamento para Atribuição de Apoio aos ovinicultores, caprinicultores e bovinicultores do concelho de Fornos de Algodres encontra-se em consulta pública durante 30 dias, para posterior aprovação pela Assembleia Municipal.

O documento refere que os candidatos à atribuição dos prémios devem estar recenseados no concelho de Fornos de Algodres há um ano ou mais, ser titulares de exploração pecuária no concelho há doze ou mais meses e possuir um efetivo animal mínimo de onze ovinos/caprinos e de um bovino com doze ou mais meses de idade.

Os candidatos devem ainda possuir o Registo do Exercício da Atividade Pecuária atualizado (de acordo com a legislação em vigor à data do pedido) e a declaração de Existências de Ovinos e Caprinos (também atualizada, de acordo com a legislação em vigor à data do pedido) e ter a sua situação regularizada perante o município de Fornos de Algodres.

As candidaturas destinadas à obtenção do referido apoio financeiro serão analisadas pelo Serviço Veterinário Municipal.

A comparticipação financeira anual será paga durante o mês de junho do ano seguinte ao que diz respeito o apoio, segundo a autarquia.

O município de Fornos de Algodres integra a Região Demarcada de Produção de Queijo Serra da Estrela, que engloba áreas de 18 concelhos da Bacia Hidrográfica do Alto Mondego.

“A ovinicultura associada ao fabrico de queijo é uma das componentes económicas mais importantes do município de Fornos de Algodres, contribuindo decisivamente para o bem-estar da população e para o desenvolvimento sustentado do concelho”, segundo João Pina Gomes, do Gabinete Técnico de Apoio ao Ovinicultor.




Conteúdo Recomendado