João Morgado preside à Casa do Brasil – Terras de Cabral

A Casa do Brasil visa o reforço da interação sócio-cultural entre Brasil e Portugal, e a promoção da região em torno de Belmonte

O escritor covilhanense, João Morgado, vai assumir a presidência da direção da Associação luso-brasileira Casa do Brasil – Terras de Cabral, entidade constituída a 22 de Abril, em Belmonte. Data simbólica que assinalava os 520 anos do avistamento de terra do novo mundo – Brasil.

Ana Augusta assume a Assembleia Geral e Nélson Silva o Conselho Fiscal. A lista dos corpos sociais incluem, entre outros, Tâmela Grafolin, estudante de Doutoramento em Ciências da Comunicação da Universidade da Beira Interior, o advogado Nelson Farias de Oliveira e o empresário Marcelo Aniello, além de outras personalidades da comunidade brasileira na região.

A Casa do Brasil visa o reforço da interação sócio-cultural entre Brasil e Portugal, e a promoção da região em torno de Belmonte, berço de Pedro Álvares Cabral, o homem que oficializou as terras do Brasil para o reino de Portugal. Segundo João Morgado é “preciso apoiar a comunidade brasileira que escolheu esta região para estudar e viver, e estabelecer novos vínculos culturais e económicos entre os dois países que, sendo irmãos, precisam de estreitar relações.”

A associação terá sede em Belmonte mas pretende envolver toda a região em projetos económicos com empresários do Brasil. “Apesar de vivermos tempos de crise de lado a lado, é necessário criar uma rede de contactos económicos, culturais e políticos, que possam dar resultados muito em breve. Não podemos ficar a olhar para a realidade de hoje, pelo contrário, precisamos semear o que queremos colher nos próximos tempos”, defende o escritor.




Conteúdo Recomendado