Instituto do Cinema apoia a Associação Luzlinar (Trancoso)

Dez associações e cineclubes portugueses, como a Casa Museu de Vilar e Os Filhos de Lumière, vão receber verbas para desenvolverem ações de formação para crianças e jovens, revelou o Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA).

O apoio financeiro do ICA está inscrito no calendário de 2017 e diz respeito a um novo concurso, de 300 mil euros a repartir por três anos, destinado a associações culturais sem fins lucrativos que queiram desenvolver projetos, de âmbito escolar, de formação de novos públicos para cinema.

Foram admitidas 15 candidaturas, a executar em três anos, mas serão apoiadas dez, por decisão do júri, anunciada no passado dia 26.

Entre as entidades apoiadas está a Casa Museu de Vilar, um projeto dos realizadores Abi Feijó e Regina Pessoa numa aldeia em Lousada e que é dedicado sobretudo ao cinema de animação e às primeiras técnicas de cinema.

O cineclube de Viseu, com um projeto de cinema em escolas, a associação Luzlinar (Trancoso), que procura verbas para os Encontros Cinematográficos Cinema Juventude, e a associação Os Filhos de Lumière, com o projeto “O mundo à nossa volta”, também receberão apoio financeiro do ICA.

A eles juntam-se ainda o cineclube de Avanca (Estarreja), as associações Ludotecas do Porto, e Meridional de Cultura (Lisboa), a Curta-Metragens, de Vila do Conde, e as associações Apordoc e IndieLisboa.

De acordo com o calendário de concursos do ICA para 2017, o apoio à formação de públicos em escolas tem um total de 540.000 euros, repartidos por dois segmentos: Apoio a ações de formação para crianças e jovens (300.000 euros) e apoio a formação de estudantes na área do cinema e audiovisual (240.000 euros), cujas candidaturas estão ainda em fase de apreciação.



Conteúdo Recomendado