Freguesias de Seia assinam protocolo para gestão de percursos da Rede de Aldeias de Montanha

Oito freguesias do concelho de Seia celebraram um protocolo para a concretização de um plano de gestão e manutenção de percursos pedestres que integram o projeto da Rede de Aldeias de Montanha.

O acordo foi celebrado entre as freguesias de Alvoco da Serra, Loriga, Sabugueiro, Sazes da Beira, Teixeira, Valezim e as Uniões de Freguesias de Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros e Vide e Cabeça, a Câmara Municipal de Seia e a Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede de Aldeias de Montanha (ADIRAM).

Segundo o protocolo, as freguesias vão assegurar “a colaboração técnica na gestão da rede, com vista ao desenvolvimento de novos produtos turísticos que potenciem o desenvolvimento local” e garantir a estruturação de rede de percursos no seu território.

Ficam também obrigadas a fornecer conteúdos interpretativos dos percursos e a coadjuvar na limpeza e manutenção dos trilhos pedestres, de acordo com o documento que foi assinado na presença do secretário de Estado do Ambiente, Paulo Lemos.

O presidente da Câmara Municipal de Seia, Carlos Filipe Camelo, disse na cerimónia de assinatura do protocolo, celebrado no Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE), que o concelho disponibiliza cerca de 100 quilómetros de percursos sinalizados que “são uma mais-valia para o território e para as suas gentes”.

Explicou que com o projeto das Aldeias de Montanha, criado há cerca de três anos, a autarquia a que preside pretendeu “tornar Seia numa referência ambiental em termos nacionais”.

O secretário de Estado do Ambiente destacou a aposta da autarquia de Seia e da ADIRAM no projeto da Rede de Aldeias de Montanha.

“Todas as iniciativas que promovam a diferenciação dos produtos locais são bem-vindas”, disse Paulo Lemos, lembrando que o país deve apostar na valorização da natureza, da hospitalidade, da cultura, da gastronomia e dos produtos endógenos.

A Rede de Aldeias de Montanha, que envolve nove localidades do município de Seia, na Serra da Estrela (Alvoco da Serra, Loriga, Sabugueiro, Sazes da Beira, Teixeira, Valezim, Lapa dos Dinheiros, Vide e Cabeça), disponibiliza atualmente 100 quilómetros de percursos pedestres e 14 rotas diferentes.

Célia Gonçalves, da direção da ADIRAM, adiantou à Lusa que neste momento “está a ser finalizada a parte da sinalética” da rede, estando já cerca de 80% dos percursos referenciados.

A associação está em fase de alargamento a outros municípios da região e em breve irá criar um sistema de monitorização dos visitantes que utilizam a Rede de Aldeias de Montanha e participam em atividades de animação ao longo do ano.

A ADIRAM está também a ultimar a abertura de um concurso para implementação de percursos próprios para ciclistas e de um centro de BTT.




Conteúdo Recomendado