Exposição fotográfica presta homenagem às mulheres da Guarda e de Pinhel

Os municípios da Guarda e de Pinhel prestam homenagem à mulher com uma exposição de fotografias de mulheres dos dois concelhos, que será inaugurada amanhã, dia 23 de fevereiro, na galeria de arte do Teatro Municipal da Guarda.

A exposição, composta por fotografias da autoria do fotojornalista Miguel Silva, tem duas vertentes, sendo uma denominada “Guarda Mulher”, dedicada a mulheres do concelho da Guarda, e outra intitulada “Mulheres com Alma”, com retratos de mulheres do concelho de Pinhel.

Segundo a Câmara Municipal da Guarda, com a iniciativa, os dois municípios envolvidos no projeto prestam uma “simbólica homenagem” à mulher através da linguagem fotográfica.

Miguel Silva fotografou 43 mulheres do concelho da Guarda e 23 do concelho de Pinhel.

No caso da Guarda, na mostra está representada “uma mulher por cada freguesia” do concelho.

“Mulheres anónimas, mães, avós, rostos de vidas simples e que carregam experiências de vida nem sempre fáceis. Mulheres do campo, com mãos cheias de estórias e de sorrisos largos, que guardam na memória saberes de um valioso património cultural”, refere a autarquia da Guarda numa nota de imprensa.

O autor da mostra, Miguel Silva, natural de Lisboa, apresenta “um trabalho de 70 retratos e o mesmo número de estórias, contadas na primeira pessoa, de saberes e tradições, de dificuldades e lutas diárias, de risos e lágrimas, de quem tem saudades de tudo ou de nada”, segundo a fonte.

“O território da Guarda, seja ele concelho ou distrito, é detentor de um vastíssimo património, natural, arquitetónico e cultural, que se tem vindo a destacar ao nível turístico, atraindo cada vez mais apreciadores de novas experiências, onde o contacto com a comunidade e suas tradições é fator de atração”, lê-se na nota.

A autarquia acrescenta que, neste contexto, “é, portanto, imperativo a aposta, por parte dos agentes locais, na preservação e potencialização deste valioso património, perpetuando de igual modo a memória coletiva das gentes e das comunidades”.

A exposição enquadra-se na estratégia definida pelo município da Guarda para a valorização do “melhor” do seu património, ou seja, “as pessoas”.

A mostra está integrada no quadro de cooperação intermunicipal definido recentemente no âmbito da candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027 e a exposição “une dois concelhos, Guarda e Pinhel, através da figura feminina e tudo o que ela representa”.

A exposição é inaugurada amanhã, pelas 18 horas, na galeria de arte do Teatro Municipal da Guarda. Tem entrada livre e pode ser visitada até ao dia 27 de abril.




Conteúdo Recomendado