ENERAREA lança concursos públicos no âmbito da eficiência energética

A ENERAREA – Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior lançou, no passado mês de agosto, dois Concursos Públicos para concretização das candidaturas aprovadas no âmbito do PPEC 2013 – 2014.

Um dos concursos, designado BEEM – Balastros Eletrónicos em Edifícios Municipais, com um valor base de € 310.080,00, tem como objeto a substituição de 1.240 dispositivos de iluminação em edifícios/infraestruturas municipais.
Segundo o Diretor Geral da ENERAREA, Carlos Santos, “esta medida pretende reduzir a potência absorvida pelos sistemas de iluminação que tenham por base lâmpadas de descarga (vapor de Mercúrio, Sódio de Alta Pressão e Iodetos Metálicos), reduzindo o desperdício de energia através da instalação de tecnologias que permitam um funcionamento mais eficiente na infraestrutura de iluminação existente.

Esta operação consiste na substituição dos atuais balastros ferromagnéticos de baixa eficiência energética por balastros eletrónicos dimáveis associados a um controlador eletrónico individual para gestão do sistema, permitindo a programação, supervisão e monitorização da infarestrutura. Os equipamentos classificam-se em 3 potências, isto é, balastros eletrónicos para lâmpadas de descarga de 150 W, 250 W e 400W.”

O concurso público com designação IEEM – Iluminação Eficiente em Edifícios Municipais, com um valor base de € 192.544,00, promoverá a instalação de soluções de iluminação eficiente em edifícios públicos como centros administrativos, escolas, instalações desportivas, instalações de serviços sociais e de saúde, entre outros.
Relativamente a esta medida, Carlos Santos referiu que “esta candidatura visa, na área da iluminação interior em edifícios de serviços municipais, a melhoria da eficiência energética, contribuindo para a melhoria das condições de conforto e visibilidade dos utentes, nos locais das intervenções. A intervenção prevê a reconversão de 8.320 luminárias/pontos de luz que utilizem atualmente lâmpadas tubulares fluorescentes de tecnologia T8 equipadas com balastros ferromagnéticos, por lâmpadas tubulares fluorescentes de tecnologia T5 equipadas com balastros eletrónicos.”

O benefício da implementação destas duas medidas resulta numa economia de 1.417.867 kWh/ano, o equivalente a uma poupança anual de 165.181 Euros. A implementação destas medidas traduz-se numa poupança anual de 12.477 Euros em emissões de CO2”,  concluiu.
A ENERAREA – Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior implementará estas duas medidas nos municípios de Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Mêda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso, que integram a sua área de intervenção.




Conteúdo Recomendado