Covid-19: Pinhel sem aulas presenciais nas próximas duas semanas

O presidente da Câmara de Pinhel, no distrito de Guarda, disse este domingo à agência Lusa que as aulas no concelho não vão ser presenciais nas duas próximas semanas por causa da situação epidemiológica.

Segundo Rui Ventura, falta apenas a confirmação da Direção Regional de Saúde, depois de as autoridades de saúde local e distrital terem concordado com a passagem das aulas presenciais a não presenciais.

O concelho regista 129 casos na comunidade, mais 48 no lar da Santa Casa da Misericórdia de Pinhel, que foi atingido por um surto.

“Dos utentes positivos, quatro [todos mulheres] encontram-se internados no Hospital Sousa Martins [Guarda], uma delas em estado muito grave na Unida de Cuidados Intensivos”, adiantou o provedor Luís Videira Poço, salientando que ainda não se registaram vítimas mortais na instituição.

O provedor da Santa Casa da Misericórdia de Pinhel adiantou que a instituição recebeu hoje uma brigada de intervenção rápida de apoio aos lares com surtos de covid-19 vinda do Porto, com quatro elementos.

Portugal contabiliza pelo menos 7.118 mortos associados à covid-19 em 427.254 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O estado de emergência decretado em 09 de novembro para combater a pandemia foi renovado até 07 de janeiro, com recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.



Conteúdo Recomendado