CISE promove workshop de aves invernantes este fim-de-semana

Considerada um destino de observação de aves invernantes, a Serra da Estrela volta a acolher mais uma iniciativa de birdwatching.

O Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE), o CERVAS/Associação Aldeia e as Aldeias de Montanha promovem, nos dias 23 e 24 de fevereiro, o 8º workshop de Aves Invernantes da Serra da Estrela.

A região da serra da Estrela representa um local privilegiado para a para a prática de birdwatching, em especial na época mais fria do ano, e para a observação e estudo de algumas das espécies de aves invernantes que noutras regiões do país são relativamente raras.

Segundo explica a organização, se a altitudes baixas a diversidade de aves durante o inverno não é muito diferente da que se pode encontrar noutras zonas do país, nas zonas mais elevadas e com maiores adversidades, ocorrem espécies que estão bem adaptadas ao clima frio e à neve, como a ferreirinha-alpina e a escrevedeira-das-neves.

Além destas, os participantes terão a possibilidade de observar o melro-de-colar, o dom-fafe, o lugre, a petinha-ribeirinha, o tordo-zornal, o tordo-ruivo, entre outras espécies quer residentes na região quer exclusivamente invernantes.

O curso integra várias sessões teóricas (a decorrer no CISE) e de campo (em vários locais da serra da Estrela), para observação das espécies no seu habitat natural, com o objetivo de dar a conhecer a diversidade de aves que acorrem no inverno à região da Serra da Estrela, as particularidades das migrações e das adaptações ao frio e à neve, sensibilizando, ainda, para a observação regular de aves e pela conservação da avifauna e da natureza em Portugal.  

A componente prática tem como ponto de partida Seia e Gouveia e estende-se no dia seguinte aos planaltos mais elevados da serra da Estrela.

Para mais informações, AQUI.  

 

PROGRAMA

23 de Fevereiro (Sábado)
Local: Seia (CISE)
 
08h – Receção dos participantes e apresentação do curso.
09h – Saída de Campo (Prático):
• Áreas agrícolas e zonas húmidas (Baixa do Rio Seia)
12h – Almoço no campo *
13h – Saída de Campo (Prático):
• Áreas agrícolas e zonas ribeirinhas (Vale do Mondego e zonas envolventes)
17h – As Aves invernantes na Serra da Estrela (Teórico)
17h40 – Locais de interesse para observação de aves na Serra da Estrela durante o Inverno
(Teórico)
18h20 – Pausa para café
18h30 – Introdução à Ornitologia e adaptações das aves ao frio (Teórico)
19h30 – Fim dos trabalhos 
 
24 de fevereiro (Domingo)
Local (ponto de encontro): CISE
 
07h – Sessão de anilhagem (local a definir, dependente das condições climatéricas)
09h – Saída de Campo (Prático):
• Zonas de montanha (Vale do Rossim e Penhas Douradas)
• Áreas agrícolas e zonas húmidas (Baixa do rio Zêzere)
12h30 – Almoço no campo *
14h – Saída de Campo (Prático):
• Zonas de montanha (Penhas da Saúde, Piornos e Torre)
17h30 – Encerramento do curso.
 
* Da responsabilidade dos participantes.




Conteúdo Recomendado