Academia Electrão premeia projetos ambientais inovadores

Promover a inovação e contribuir para a economia circular e sustentabilidade ambiental é o principal objetivo.

A primeira edição da Academia Electrão, numa iniciativa da  Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos, responsável pela Rede Electrão, vai distribuir 18 mil euros por projetos ambientais inovadores na área de gestão de equipamentos elétricos, pilhas, acumuladores e embalagens usadas, promovendo uma nova forma de reciclar ou reutilizar através da criação de peças de arte, aplicações digitais ou campanhas de comunicação.

Em comunicado, a Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos, responsável pela Rede Electrão e organizadora da academia, explica que o objetivo é “promover a inovação e contribuir para a economia circular e sustentabilidade ambiental”.

Na academia podem participar instituições de ensino superior e de investigação, alunos ou investigadores, empresas, associações de desenvolvimento, instituições sociais, comunidade artística, bem como outras entidades e particulares com interesse em desenvolver projetos originais na área.

O regulamento do concurso pode ser conhecido aqui. As inscrições deverão ser feitas através do site da Academia Electrão até dia 12 de abril.

Os projetos inscritos vão ser avaliados por um painel de jurados que inclui personalidades como Bordalo II, Isabel Jonet, Jorge Delgado e Rui Berkemeier.




Conteúdo Recomendado