Câmara da Covilhã já escolheu os homenageados de 20 de outubro

Será atribuída a medalha de prata de mérito municipal a 12 personalidades de reconhecido mérito.

Já são conhecidas as personalidades que a Câmara da Covilhã vai homenagear no âmbito das comemorações dos 150 anos da cidade, a 20 de outubro.

Será atribuída a medalha de prata de mérito municipal a 12 personalidades de reconhecido mérito, num gesto que visa “reconhecer” o contributo que cada uma teve para o “engrandecimento” da cidade e do concelho.

A escolha destas personalidades foi consensual e também tem como objetivo apresentar um “exemplo” à população em geral e, em particular aos jovens, de que o empenho em boas causas vale a pena e é reconhecido, afirmou hoje Vítor Pereira.

A lista de homenageados conta como nomes como Maria Helena Barreiros Quaresma, 90 anos, ex-operária fabril e, desde há vários anos, presidente da Associação de Reformados da Covilhã.

Correia Saraiva, homem de causas sociais, que está ligado a diferentes instituições é outro dos homenageados.

A título póstumo será homenageado Gabriel Raimundo, natural do Tortosendo, “antifascista” esteve exilado em Paris.

António Rodrigues Assunção (professor aposentado e estudioso da história do movimento operário, com obra publicada), Rui Marques (empresário), João José Nunes (homem ligado aos seguros e também com obra publicada), também integram a lista.

Serão igualmente homenageados: Elias Riscado (dirigente associativo), João Gomes (médico) José Gonçalves (GNR e um dos impulsionadores da Brigada de Montanha), Francisco Geraldes (desenhador e um apaixonado pela curiosidades da Covilhã), D. Luciano (bispo de Viseu, que esteve muitos anos na Covilhã) e José Manuel Amarelo (empresário e presidente durante longos anos do Centro de Alcoólicos Recuperados da Cova da Beira).



Conteúdo Recomendado