Beira Baixa preocupada com infraestruturras das forças de segurança

O presidente da Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB) alertou hoje que a questão das infraestruturas das forças de segurança e o combate aos incêndios são duas áreas que preocupam os seis municípios da comunidade.

“Uma preocupação que hoje se coloca aos municípios tem muito a ver com a área de combate aos incêndios, da estrutura que assentava num modelo de voluntariado e nas dificuldades que hoje existem na renovação dessa estrutura”, afirmou Luís Pereira.

O presidente da CIMBB e da Câmara de Vila Velha de Ródão, falava no final da reunião de trabalho com o ministro da Administração Interna e os secretários de Estado Adjunta e da Administração Interna, da Proteção Civil e das Autarquias Locais, em Castelo Branco, no âmbito do “Roteiro MAI”.

“A questão da segurança, sobretudo ao nível das infraestruturas das forças de segurança, em particular da GNR, de alguma forma é transversal no âmbito da CIMBB”, sublinhou.

Luís Pereira explicou que, durante a reunião de trabalho, foram transmitidas as preocupações nas várias áreas de cada um dos seis municípios que integram a CIMBB – Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão.

“Acima de tudo, foi também uma oportunidade de transmitirmos ao ministro e aos secretários de Estado, as preocupações de cada município nas várias áreas detalhadamente. Foi feito o ponto de situação dos investimentos previstos e das preocupações que os municípios têm para dar resposta àquilo que são as exigências que se colocam nas diversas áreas, desde a segurança das pessoas à prevenção contra os incêndios”, sustentou.

 




Conteúdo Recomendado