União Europeia acorda medidas de apoio aos agricultores afetados pela seca

As medidas de apoio incluem a possibilidade de pagamentos antecipados para ajudar a fornecer alimentos suficientes aos animais.

Os Estados-membros da União Europeia acordaram hoje uma série de medidas de apoio aos agricultores europeus afetados pela seca, incluindo a possibilidade de pagamentos antecipados mais elevados para os ajudar a fornecer alimentos suficientes aos seus animais.

Os apoios, propostos pela Comissão Europeia e hoje aprovados pelos 28, preveem que os agricultores de regiões afetadas por condições climáticas adversas possam receber até 70% dos seus pagamentos diretos em meados de outubro e 85% dos seus pagamentos em matéria de desenvolvimento rural logo que o pacote de medidas seja formalmente adotado, o que deverá acontecer já no início de setembro.

O pacote de medidas contempla também várias derrogações excecionais em matéria de regras de ecologização, permitindo, por exemplo, a redução do período mínimo de oito semanas para as culturas intercalares, de modo a que os produtores de culturas arvenses possam fazer as sementeiras de inverno em tempo útil, logo a seguir às culturas intercalares.

“Temos acompanhado de perto a situação desde o início dos fenómenos climáticos extremos e estamos prontos para apoiar os nossos agricultores. A Comissão tem estado em estreito contacto com todos os Estados-Membros e temos reagido rapidamente sempre que necessário. Estas medidas deverão aliviar financeiramente os agricultores europeus e protegê-los da escassez de forragens para os seus animais”, comentou o comissário da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Phil Hogan.




Conteúdo Recomendado