Sp. Covilhã perdeu frente ao Benfica B

O Benfica B venceu este sábado, em casa, o Sp. Covilhã, por 3-1, com um “bis” de Gonçalo Guedes, e manteve-se na liderança da 2.ª Liga, com 12 pontos em cinco jornadas.

Em jogo realizado no Caixa Futebol Campus, no Seixal, o Benfica, pressionante e dominador desde o início, aplicou ao Sp. Covilhã a primeira derrota na competição, que se começou a desenhar bem cedo. Aos 6 minutos, Gonçalo Guedes aproveitou um corte incompleto da defensiva do Covilhã para, de fora da área, inaugurar o marcador com pontapé forte e colocado, sem hipóteses defesa para Taborda. Até ao primeiro quarto de hora, os encarnados podiam ter dilatado a vantagem através de dois remates do extremo Hélder Costa, que saíram ao lado da baliza do Sp. Covilhã. Mesmo com dificuldades no ataque, os “serranos” foram à procura do golo do empate. Após um primeira oportunidade negada por Bruno Varela, numa jogada individual de Traquina, a equipa de Francisco Chaló chegou à igualdade através de um autogolo de Marcos Valente. Na sequência de um cruzamento de Tatui da direita, o defesa brasileiro ao tentar efetuar um corte de cabeça, acabou por introduzir a bola na sua baliza. O Benfica reagiu prontamente e colocou-se de novo na frente, com Gonçalo Guedes a “bisar”, aso 43 minutos. O jovem avançado correspondeu de cabeça a um canto batido do lado direito por João Teixeira, fazendo o 2-1. No segundo tempo, a equipa de Hélder Cristóvão voltou a entrar melhor, e Rui Fonte, aos 47, podia ter feito o golo, mas Taborda aplicou-se negando o golo ao avançado português. Na segunda parte, o Sporting da Covilhã apenas por duas vezes chegou com perigo à baliza do Benfica, em dois remates de meia distância de Zé Tiago, aos 78 e 81, a testar a atenção de Bruno Varela, já depois da expulsão de Nana K por acumulação de cartões amarelos (68). Antes ao final do encontro, o Benfica ampliou a vantagem, aos 89, através de Rui Fonte numa sucessão de ressaltos que o avançado aproveitou da melhor forma para fixar o resultado final em 3-1, quando também já jogava com 10, devido à expulsão de Bruno Gaspar (80).



Conteúdo Recomendado