Santinho Pacheco alerta para escassez de recursos humanos no Centro de Saúde de Gouveia

O deputado socialista Santinho Pacheco anunciou hoje que questionou o Governo, através da Assembleia da República, sobre a falta de recursos humanos no Centro de Saúde de Gouveia, no distrito da Guarda.

Santinho Pacheco refere que no dia 12 de abril tomou conhecimento que um dos técnicos de radiologia que prestava serviço no Centro de Saúde de Gouveia tinha sido deslocado para trabalhar no Hospital Nossa Senhora da Assunção, em Seia.

“Como consequência disso, o horário de funcionamento do RX em Gouveia foi reduzido em prejuízo dos utentes deste concelho e da região”, aponta.

O deputado questionou o Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda e foi informado de “que a situação era provisória e temporária, já que a transferência ficara a dever-se ao facto de uma técnica de radiologia de Seia estar de baixa por doença e ser necessário assegurar os serviços de imagiologia aos utentes desta cidade vizinha”.

No entanto, lembra que na Assembleia Municipal do dia 30 de abril a saúde “foi o tema central de antes da ordem do dia e não foi só a radiologia que preocupou os autarcas”, mas também os recursos humanos, os médicos à beira da idade da reforma, as instalações deficientes e os postos médicos nas freguesias, “tudo parecendo estar em crise e isso é preocupante”.

“É preciso tranquilizar a população e responder ao alarmismo alimentado politicamente, com serenidade e confiança no Serviço Nacional de Saúde”, justifica.

Assim, o deputado socialista eleito pelo círculo eleitoral da Guarda, numa pergunta dirigida ao ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, questiona para quando está prevista “a colocação de um segundo técnico de radiologia – ou o regresso do que foi transferido temporariamente para Seia – por forma a retomar o anterior horário de funcionamento do RX”.

Santinho Pacheco pergunta ainda se “podem os gouveenses estar tranquilos quanto à renovação geracional dos médicos em serviço” no Centro de Saúde e nos postos médicos do concelho de Gouveia e se “está prevista a colocação de pessoal auxiliar, enfermeiros e médicos” naquela unidade de saúde da região da Serra da Estrela.

Em relação ao corpo clínico, lembra que a nomeação de uma médica como vogal do Conselho de Administração da ULS da Guarda “deixou a descoberto centenas de utentes no posto médico de Melo”, no concelho de Gouveia.



Conteúdo Recomendado