Recriação do Cerco de Almeida a partir de sexta-feira

O município de Almeida volta a recuar ao ano de 1810 para recriar o trágico cerco e a capitulação ocorrida na III Invasão Francesa.

De 23 a 25 de agosto, decorre em Almeida a anual recriação histórica do “Cerco de Almeida”, destacando-se as recriações históricas do ano 1810, um seminário internacional, um mercado oitocentista e animação de época.

Esta reconstituição histórica é organizada pela Câmara Municipal de Almeida e pelo Grupo de Reconstituição Histórica do Município de Almeida e transporta os visitantes para os acontecimentos ocorridos em 1810 com a III invasão francesa que abordou o território nacional por Almeida.

Inserida na programação do Cerco de Almeida, terá lugar o Seminário Internacional “Soberanias Europeias e Fortalezas Abaluartadas”, no dia 23 de agosto, no CEAMA – Centro de Estudos de Arquitetura Militar de Almeida, entre as 09h30 e as 13h30. As atividades Histórico-Militares estão agendadas para as 17 horas com hastear das Bandeiras na Câmara Municipal de Almeida, seguindo-se a abertura oficial do Mercado Oitocentista, às 18 horas. Para esta noite, a autarquia promove um Sarau Cultural e Baile de máscaras oitocentista no Picadeiro D’El Rey, às 22 horas, seguindo-se um momento musical com “Angélicus Duo”.

No dia 24 de agosto, pelas 16 horas, destaca-se a abertura do Acampamento Histórico Militar e a realização de diversas atividades e oficinas de artilharia, infantaria, cavalaria, balística, entre outros. Nessa noite, terá lugar um concerto com o fadista Camané, mas antes terá lugar o Cerco à Praça Forte pelas tropas de Massena e explosão do Castelo.

No último dia do Cerco de Almeida haverá animação constante no Mercado Oitocentista onde “deambulam ferreiros, carpinteiros, tanoeiros, músicos e personagens históricas”. 

A 15.ª edição da Recriação Histórica do Cerco de Almeida encerra no dia 25 de agosto, pelas 19 horas, com uma visita guiada encenada.



Conteúdo Recomendado