Portugal vai ter stand na principal Feira de Turismo de Israel pela primeira vez

Existem 29 locais em todo o país com herança judaica, a maior parte deles no interior.

Portugal participa, pela primeira vez, na International Mediterranean Tourism Market (IMTM), a principal Feira de Turismo em Israel, que se realiza hoje e amanhã, em Telavive, Israel, com o objetivo de promover o destino Portugal e a herança judaica no nosso país. Vão participar na feira 10 empresas portuguesas e as várias regiões.

O Turismo de Portugal vai assinar um acordo com o Innovate Israel, na área da inovação e tecnologia no turismo, para intercâmbio de startups. A presença nesta feira internacional insere-se no âmbito da Estratégia Turismo 2027, com uma forte aposta na diversificação de mercados para Portugal, na diversificação de produtos e no alargamento do turismo a todo o território. Portugal tem cerca de 30 locais em todo o país onde se testemunha a herança judaica.

Para a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, “a presença, pela primeira vez, de Portugal na feira internacional de turismo de Israel materializa a aposta que estamos a fazer no mercado judaico. Portugal tem uma história riquíssima ligada ao judaísmo – foi da Península Ibérica que saíram os judeus sefarditas, e existem 29 locais em todo o país com herança judaica, a maior parte deles no interior. Portugal é um país tolerante e aberto a todas as religiões. Desde 2018 passámos a ter ligações aéreas diretas, com a El Al e, no verão, a TAP irá abrir uma nova rota para Israel, o que cria uma grande oportunidade de crescimento”.

Para o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, “a aposta em Israel permite diversificar os mercados emissores e alargar a procura turística para zonas do país tradicionalmente menos visitadas. A participação nesta feira, na qual estamos presentes pela primeira vez, irá certamente contribuir para projetar o destino neste importante mercado e promover a cooperação entre os dois países, principalmente no que concerne a Formação e a Inovação Tecnológica do setor”.

Museu Judaico em Belmonte

A comunidade que, durante séculos, resistiu aos éditos de expulsão dos Reis Católicos, ao decreto de expulsão ou conversão de D. Manuel I, ao olhar vigilante da Santa Inquisição e às penas do seu tribunal, merece ser recordada. Peças da Idade Média ao séc. XX, utilizadas por judeus e cristãos-novos no quotidiano ou nas práticas religiosas, encontram-se neste espaço museológico e acessível aos visitantes.

Foi recentemente alvo de obras de requalificação e está à espera da sua visita.

Aberto de 3ª feira a domingo das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Os interessados podem obter mais informações através do número: 275 088 698.




Conteúdo Recomendado