Portugal vai receber um total de 6,9 milhões de vacinas contra a covid-19

A primeira remessa de vacinas contra o novo coronavírus, caso todos os ensaios clínicos sejam bem-sucedidos, pode chegar antes do final do ano a Portugal.

O lote faz parte da encomenda feita pela União Europeia de 300 milhões de vacinas ao laboratório AstraZeneca e que será distribuída pelos Estados-membros.

“Com esta adesão, e uma vez que as vacinas serão distribuídas proporcionalmente, conforme o número de habitantes por país, Portugal receberá um total de 6,9 milhões de vacinas, distribuídas a partir de dezembro, com uma primeira aquisição de cerca de 690 mil vacinas”, avançou fonte do Infarmed ao JN.

Sendo as vacinas adquiridas pela União Europeia, parte do valor vai ser financiado pelo Instrumento de Apoio de Emergência da Comissão Europeia. O Infarmed informa também que estão em curso outros processos de negociação para aquisição de vacinas contra a covid-19. Com aproximadamente 10 milhões de habitantes, Portugal teria “60% da população salvaguardada” contra a doença da SARS-Cov-2, adianta a mesma fonte.

Se a vacina do laboratório sueco-britânico AstraZeneca for bem-sucedida, prevê-se que mais 100 milhões de vacinas sejam compradas pela Comissão Europeia, avançou o Infarmed ao JN. Neste momento, ainda decorrem ensaios clínicos para comprovar a eficácia desta vacina — está na fase 2 e 3, mas já teve resultados promissores.



Conteúdo Recomendado