Pinhel avança com projeto de Parque Verde na localidade de Freixedas

A Câmara Municipal de Pinhel, no distrito da Guarda, prevê investir 1,2 milhões de euros na criação de um Parque Verde no centro da localidade de Freixedas, anunciou hoje o presidente do município.

Segundo Rui Ventura, o executivo camarário que lidera aprovou o projeto por unanimidade, na sua última reunião, e o município já procedeu ao lançamento do concurso para execução da primeira fase da obra, pelo valor de 420 mil euros.

A primeira fase do investimento prevê a execução de obras na área destinada à realização de feiras e na zona dos estacionamentos.

Na segunda fase, indicou o autarca, será efetuado o tratamento do próprio parque, “que vai ter as características que hoje tem, mas também outras, como um estacionamento para autocaravanas e zonas de lazer para os mais jovens”.

Com o investimento, o município pretende dotar a Freguesia de Freixedas, a maior do concelho, com “um equipamento muito parecido àquele que existe hoje na cidade” de Pinhel, disse Rui Ventura à agência Lusa.

O responsável considera que a obra, a executar ao longo dos próximos três anos, “vai ser uma mais-valia, não só para as Freixedas, mas também para o concelho”.

O Parque Verde de Freixedas vai ocupar um terreno que é propriedade da Irmandade local, mas que cedeu o direito de superfície à Câmara Municipal de Pinhel por um período superior a 50 anos.

Na zona envolvente da área que vai ser intervencionada encontram-se equipamentos comunitários como Centro de Dia, Igreja Paroquial, Escola Primária, Junta de Freguesia, CTT, Posto da GNR e vários estabelecimentos comerciais.

O projeto foi elaborado pela mesma equipa de arquitetos paisagistas responsável pelo projeto do Parque Urbano de Pinhel e, segundo a autarquia, “é notória a preocupação em criar um ambiente visual agradável que potencie o bem-estar e conforto humano, para quem aceda ou esteja na área de intervenção, ou tenha acesso visual para o mesmo”.

“Por outro lado, o espaço terá de ser versátil e polivalente, possibilitando o recreio e o lazer, assim como a prática de desporto informal, de modo a poder ser usufruído pela população local, mas também por visitantes, motivo pelo qual também inclui uma área destinada a acolher caravanas”, acrescenta.

O município esclarece que a intervenção foi dividida em três importantes linhas de ação: área de recreio e lazer (que corresponde em concreto ao parque verde), área de feiras (para instalação de 76 lugares para tendas e criando na sua envolvente 45 lugares de estacionamento para viaturas ligeiras, dois lugares para autocarros e ainda um pequeno parque para motociclos) e vias circundantes (criação de passeios e requalificação dos pavimentos).

O projeto “teve em conta as condicionantes e potencialidades do espaço onde vai desenvolver-se, procurando dar resposta às necessidades da população e às pretensões do município que, com este investimento, acredita na revitalização desta área central da freguesia de Freixedas”, conclui.



Conteúdo Recomendado