Papel recolhido na UBI convertido em comida para o Banco Alimentar

A contribuição pode ser feita depositando jornais, revistas, fotocópias numa das caixas de cartão da empresa Resiestrela, disponíveis em vários locais da UBI.

Após o primeiro ano de assinatura do protocolo, foram recolhidas na UBI 11,5 toneladas de papel para serem convertidas em alimentos a distribuir pelo Banco Alimentar.

O acordo de cooperação entre a Universidade da Beira Interior (UBI) e o Banco Alimentar Contra a Fome – Cova da Beira (BACF-CB) assinalou, no dia 15 julho, o seu primeiro ano em vigor, período durante o qual foram recolhidas na academia mais de 11,5 toneladas de papel. Este material foi canalizado pelo BACF-CB para a campanha “Papel por Alimentos”, tendo resultado em 450 litros de leite, 41 litros de azeite e vários quilos de atum (45 kg), salsichas (84 kg), feijão (72 kg) e bolachas (151 kg).

Na sequência desta parceria, estabelecida no âmbito do Programa Ser Solidário, promovido pela UBI, a comunidade académica tem a oportunidade de desempenhar um papel essencial na luta contra fome, apenas com um pequeno gesto, contribuindo ao mesmo tempo para a proteção da natureza, através da tríade “Reciclar = Preservar = Apoiar”.

A contribuição pode ser feita depositando jornais, revistas, fotocópias, papel de rascunho, impressos e folhetos publicitários, envelopes, papel de fax, papéis timbrados ou arquivos mortos numa das caixas de cartão da empresa Resiestrela, disponíveis em vários locais da UBI: Faculdades, CFIUTE, Reitoria e Serviços Administrativos.

Através desta campanha, a UBI cumpre dois dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos pelas Nações Unidas: “2 – Erradicar a Fome” e “12 – Produção e Consumo Sustentáveis”.



Conteúdo Recomendado