Mutualista Covilhanense vence Prémio BPI Seniores

A cerimónia da atribuição do prémio decorreu ontem no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Um novo projeto da Mutualista Covilhanense, denominado “Idosos e Jovens num clique”, destinado a combater a infoexclusão e o isolamento, foi distinguido com o Prémio BPI Seniores.

Este prémio é atribuído anualmente a iniciativas de instituições privadas sem fins lucrativos que melhorem a qualidade de vida e o envelhecimento ativo de pessoas com idade superior a 65 anos.

Através desta distinção, a Mutualista Covilhanense recebe uma quantia de 17 mil euros para concretizar este novo projeto focado na intergeracionalidade, que contempla a criação de uma sala multimédia adaptada às necessidades dos seniores, possibilitando-lhes a produção digital de conteúdos multimédia e outros trabalhos e experiências em conjunto com jovens.

Segundo uma nota de imprensa, os jovens participarão em regime de voluntariado e ensinarão os seniores a usar as novas tecnologias. Por sua vez, os seniores partilharão com os mais novos memórias, rituais e experiências que adquiriram ao longo da vida, promovendo a cidadania.

O projeto tem como parceiros a Escola Secundária Quinta das Palmeiras e o Laboratório NetGNA (Instituto Telecomunicações / Departamento de Informática da Universidade da Beira Interior).

«Sentimo-nos honrados com este prémio e, sobretudo, muito motivados para avançarmos com a sua implementação, o que deverá acontecer até ao final deste ano», afirma o vice-presidente da Associação, Fernando Alexandre, ao defender que «numa sociedade cada vez mais digital, assume particular importância combater a infoexclusão». «Continuamos a apostar em projetos de excelência, que promovam o envelhecimento ativo, bem como a inclusão, e prémios como este são muito importantes para nos ajudarem a executá-los, em prol da melhoria da qualidade de vida das pessoas», acrescenta o dirigente.

Numa primeira fase, os beneficiários serão os utentes da associação – da Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI), Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário (SAD).

Posteriormente, prevê-se que o projeto se expanda progressivamente à comunidade e a seniores de outras instituições sociais.

O projeto tem a duração de um ano e culminará com uma experiência itinerante destinada a partilhar o projeto com a comunidade em geral.

Esta é a segunda vez que uma iniciativa da Mutualista Covilhanense é distinguida com o Prémio BPI Seniores. A primeira vez foi na edição de 2016, com o projeto da Unidade Móvel de Saúde, intitulado “Saúde + Perto de Si”.




Conteúdo Recomendado