Mutualista Covilhanense distinguida com mais um prémio nacional

A iniciativa pretende “reforçar a atuação da Associação nas freguesias rurais do concelho da Covilhã, através da prestação de cuidados ao domicílio com enfoque nas áreas da saúde e psicossocial”.

A Mutualista Covilhanense recebeu o Prémio Manuel António da Mota “Portugal Vence a Covid-19”, conquistando o terceiro lugar com o seu novo projeto “Vida + em Meio Rural”, entre mais de 220 candidaturas de instituições sociais nacionais. A distinção foi anunciada através de uma emissão especial da Rádio TSF, face à impossibilidade de realização da cerimónia de entrega de prémios presencialmente, devido à pandemia.
O “Vida + em Meio Rural͘” tem como público-alvo cerca de mil cidadãos seniores e isolados.

A iniciativa pretende “reforçar a atuação da Associação nas freguesias rurais do concelho da Covilhã, através da prestação de cuidados ao domicílio com enfoque nas áreas da saúde e psicossocial”, explica a Mutualista Covilhanense, em nota de imprensa. A previsão para o início do projeto é no mês de dezembro, e terá a duração de 12 meses.


“Para a Mutualista Covilhanense, é extremamente importante ser distinguida em iniciativas como esta, que nos permitem realizar novos projetos e, no caso do “Vida + em Meio Rural”, reforçar a nossa intervenção ao nível de serviços domiciliários integrados, de modo a mitigar os efeitos da pandemia e a promover o envelhecer em casa, além de potenciar um envelhecimento mais autónomo e saudável”, afirma Nelson Silva, presidente da Direção da Mutualista Covilhanense, citado na nota de imprensa.


Nelson Silva sublinha ainda, no documento, que o projeto é “sobretudo um serviço de proximidade, visto que iremos chegar a casa de seniores das freguesias rurais, combatendo o isolamento, e, através de uma equipa multidisciplinar, realizaremos avaliações, de forma a identificar as suas necessidades individuais e estabelecer planos de intervenção”.



Conteúdo Recomendado