Hotel de Longroiva abre no final do mês

http://www.ointerior.pt/noticia.asp?idEdicao=835&id=49272&idSeccao=11833&Action=noticia

Natura Empreendimento contratou o consagrado arquiteto Luís Rebelo de Andrade para desenhar unidade que não vai deixar ninguém indiferente. Antigo edifício termal foi transformado em hotel de charme que ligará às termas através da encosta.

Longroiva está a semanas de entrar nos roteiros da arquitetura contemporânea e da hotelaria de charme e design graças ao hotel que a Natura Empreendimento está a ultimar junto ao complexo termal desta aldeia do concelho da Mêda. Desenhado pelo consagrado arquiteto Luís Rebelo de Andrade, a unidade deverá abrir portas no final do mês e promete não deixar ninguém indiferente.

O projeto aproveita a encosta para ligar o passado do local, através da transformação do antigo edifício termal em hotel de charme, à modernidade de uma solução que integra na paisagem quartos, bungalows e o acesso às termas. «O hotel está pronto, só falta resolver alguns detalhes e pormenores de interiores para abrirmos no final deste mês, primeiro para testes internos e depois ao público», adianta Ricardo Abreu, diretor comercial e marketing da Natura Empreendimento. E o que vem aí é uma unidade de quatro estrelas «mas com todas as valências de cinco estrelas», promete. O responsável destaca o design «bastante inovador» do projeto de Rebelo de Andrade – autor de obras emblemáticas como as Tree Snakes Houses, o eco-resort Pedras Salgadas ou a casa, em Lisboa, totalmente revestida de vegetação –, que «tornou quase invisível» a ala moderna do edifício.

O hotel terá 34 quartos (singles e duplos) e dez bungalows vocacionados para as famílias, um restaurante, duas salas de eventos e uma piscina exterior aquecida com água geotermal cuja temperatura média é de 40 graus centígrados todo o ano. A sua construção resulta de um investimento de cerca de 5 milhões de euros, comparticipados por fundos comunitários e nacionais, e será a primeira unidade hoteleira desta zona do Douro Superior. «Vamos conseguir preencher esse vazio e ocupar as pessoas com todas as experiências que esta região proporciona em termos de enoturismo, nomeadamente através da ligação à Quinta Vale d’Aldeia, da gastronomia, da natureza, com destaque para o Douro, do património e da cultura. Teremos vivências e experiências para toda a família», garante Ricardo Abreu, que não esconde que as expetativas são altas relativamente ao sucesso do empreendimento. «É um projeto diferenciador, com uma oferta muito exclusiva e diversificada e depois temos o hotel em si, que já está a gerar alguma expetativa junto das publicações internacionais de arquitetura. Não duvidamos que o projeto irá ganhar muitos prémios a nível nacional e internacional», afirma o responsável.

Os promotores optaram ainda por usar materiais amigos do ambiente na construção, como a madeira e materiais biodegradáveis, para reduzir ao máximo a pegada ambiental: «Está preparado para ser eco-hotel, o que também é uma mais-valia nos tempos que correm», acredita o diretor comercial e marketing da promotora. A Natura Empreendimento SA é uma sociedade formada pelo grupo CivilCasa, de Paulo Martins, e pela construtora da Mêda Anciães Amado & Filhos Lda, dos irmãos José e João Amado.

Empresa também explora hotel termal do Cró

A Natura Empreendimentos foi a única entidade a participar na hasta pública promovida pela Câmara da Mêda, em abril de 2013, para concessionar a gestão do polo termal de Longroiva.

O grupo já tinha garantido a construção do hotel termal e vai agora gerir a unidade nos próximos 30 anos, pagando uma renda anual de 15 mil euros ao município. Atualmente, a empresa gere as termas do Cró, no concelho do Sabugal, onde construiu um hotel de quatro estrelas, inaugurado em junho passado.




Conteúdo Recomendado