Fornos Biodiversity Festival dedicado a saberes, sabores e tradições celtas

O município de Fornos de Algodres, no distrito da Guarda, acolhe entre sexta-feira e domingo a primeira edição do Fornos Biodiversity Festival, que propõe uma viagem pelos saberes, sabores e tradições celtas, anunciou hoje a organização.

O evento, promovido pela Câmara Municipal de Fornos de Algodres e pela Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede de Aldeias de Montanha, que inclui atividades na vila de Fornos de Algodres e na praia fluvial de Juncais, no rio Mondego, inclui animação, espetáculos musicais, ateliês e seminários.

“A primeira edição do Fornos BioDiversity Festival é um convite para uma viagem com vários ateliês e seminários, pelos saberes, sabores e tradições celtas”, segundo os promotores.

O festival, com entrada gratuita, começa pelas 15 horas de sexta-feira, na Praça do Município de Fornos de Algodres, com uma aula aberta para os mais novos, pela artista Patrícia Oliveira, seguida da apresentação de uma intervenção escultórica a realizar em espaço natural público “pelo método Landart”.

A noite do primeiro dia será animada pela banda Os Red (22 horas) e pelo Dj Overule (meia-noite).

O programa de sábado começa pelas 09h30, com o seminário “Educação Ambiental – Educar para agir”, a realizar no Centro Cultural Dr. António Menano, na vila de Fornos de Algodres, com participações de representantes de várias instituições ligadas à temática ambiental.

Pelas 13 horas será aberto o acampamento, onde o público poderá observar a passagem de vários animais pelo recinto e, a meio da tarde, serão divulgados os ofícios do vidro, da olaria e da tecelagem e haverá jogos tradicionais celtas.

A tarde de sábado finaliza com o ateliê “O Lobo e os Celtas” e com “A história da falcoaria ao longo dos tempos”.

Ainda no sábado, o início da noite é dedicada à narração da lenda ficcionada de “A terra, o Ar e a Água” e a encenação do culto ao deus Bandua (deus Celta Luso-galaico), seguindo-se a atuação dos grupos Albaluna (22 horas) e Archyback (23h45) e do Dj The Boss (00h30).

O domingo, último dia do Fornos Biodiversity Festival, tem o seu ponto alto a partir das 16 horas, com dois espetáculos musicais com Alanos e Tranglomango. Antes dos espetáculos musicais, pelas 15h30, a artista Emília Sarmento orientará um ateliê de pintura intuitiva sobre a temática “Natureza Viva”.

A sessão de encerramento do festival está agendada para as 21 horas.



Conteúdo Recomendado