Está perto do fogo? Saiba o que fazer para se proteger

Ligue imediatamente para o 112, obedeça às ordens de evacuação e não volte para trás por motivo algum. Use também a linha telefónica da Proteção Civil: 800 246 246.

Milhares de portugueses encontram-se a braços com focos de incêndio que ameaçam os seus bens e as suas próprias vidas.

A GNR emitiu um conjunto de conselhos, que divulgou através das redes sociais. O primeiro conselho dado a quem tem conhecimento de um fogo é contactar imediatamente os bombeiros e as forças de segurança através do 112. Em alternativa, use a linha telefónica da Proteção Civil: 800 246 246.

– Ligue o seu rádio de pilhas para obter informação atualizada sobre a situação de emergência;

– Tome em atenção a proteção da sua habitação, no caso do incêndio se desenvolver nas proximidades;

– Retire os cortinados inflamáveis e feche todas as persianas ou coberturas de janelas não combustíveis, para tentar evitar a propagação do incêndio para o interior da casa;

– Feche todas as janelas e portas para evitar fenómenos de sucção;

– Feche todas as válvulas do gás e regue os depósitos com água;

– Acenda uma luz em todas as divisões para ter visibilidade em caso de presença de fumos;

– Ponha os objetos que não sejam danificados pela água no interior de piscinas ou de tanques;

– Remova materiais combustíveis do interior e das imediações da sua casa;

– Molhe abundantemente as paredes e toda a zona circundante da casa;

– As piscinas ou tanques são zonas potencialmente mais seguras;

– Retire a sua viatura dos caminhos de acesso ao incêndio;

– Se estiver próximo do incêndio e não correr perigo, tente extingui-lo com pás, enxadas ou ramos, procurando sempre não prejudicar a ação dos bombeiros e seguir as suas instruções;

– Se notar a presença de pessoas com comportamentos de risco, informe as autoridades;

– Caso as autoridades aconselhem a evacuação, obedeça rapidamente mas com calma;

– Caso o incêndio se aproxime da sua habitação ou por ordem das autoridades, esteja preparado para retirar todos os membros da sua família, dando especial atenção às crianças, idosos e deficientes.

– Caso não seja possível por a salvo os seus animais atempadamente, solte-os, eles tratam de si próprios;

– Não perca tempo a recolher objetos pessoais desnecessários;

– Não volte atrás por motivo algum.



Conteúdo Recomendado