Damas da Noite , Uma farsa de Elmano Sancho em cena no Teatro Municipal da Guarda

A peça de teatro estará em cena no grande auditório do Teatro Municipal da Guarda no dia 23 de janeiro, pelas 21h30.

Elmano Sancho cria uma peça que examina as fronteiras de género, montada para e com um grupo de intérpretes transformistas, na senda de trabalhos anteriores deste artista focados num teatro documental, que pensa a sexualidade na sociedade contemporânea.

Elmano Sancho evoca a conflituosa reviravolta de expectativas em torno do seu nascimento para levantar o véu de Damas da Noite: os pais esperavam uma menina, de nome já destinado, Cléopâtre, mas nasceu um menino. Para erguer essa figura ficcionada chamada Cléopâtre, Elmano Sancho imergiu no mundo fascinante e provocador do transformismo. Os artistas transformistas “vestem a pele de um outro, tentam ser um outro”. São “flores que abrem de noite”, intérpretes de uma transformação “pautada pela transgressão, o desconforto, a ambiguidade, a brutalidade dos corpos e a violência das emoções”.

Através dessa interpretação paradoxal da diferença, Damas da Noite explora a presença ou ausência de fronteiras entre realidade e ficção, ator e personagem, homem e mulher, teatro e performance, tragédia e comédia, original e cópia, interior e exterior, dia e noite.

Trata-se de uma co-produção da Casa das Artes de Famalicão, Culturproject, Lobo Solitário, Teatro Nacional D. Maria II Teatro Nacional S. João, com o apoio da Direção-Geras das Artes.

Os bilhetes já estão disponíveis AQUI.




Conteúdo Recomendado