Covid-19: Politécnico da Guarda retoma aulas presenciais sob signo da segurança

As quatro escolas do IPG elaboraram os seus respetivos planos de prevenção e combate ao novo coronavírus para o regresso às atividades escolares presenciais.

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) retoma as aulas presenciais na segunda-feira, sob o signo da segurança sanitária em relação à covid-19 e da qualidade do ensino, afirma a instituição, que integra quatro escolas.

O regresso às aulas em regime presencial no Politécnico da Guarda será feito “sob o signo da segurança de estudantes, professores, investigadores e funcionários não docentes em relação à covid-19”, e com “garantia de equidade de oportunidades para todos os estudantes”, afirma o IPG, numa nota enviada à agência Lusa.

As quatro escolas do IPG elaboraram os seus respetivos planos de prevenção e combate ao novo coronavírus para o regresso às atividades escolares presenciais, que “têm duas prioridades claras”: garantir “a segurança sanitária da comunidade académica” e “a equidade de oportunidades a todos os estudantes”, afirma Joaquim Brigas, presidente do Politécnico da Guarda.

“A qualidade do ensino que cada aluno recebe não pode ser comprometida”, sustenta Joaquim Brigas, citado pelo IPG.

“No essencial, tudo está preparado para que o regresso seja feito de forma tranquila, segura, justa e equitativa” para todos os alunos, assegura o responsável, admitindo, no entanto, que “sejam precisos alguns dias até que tudo esteja afinado e a funcionar na perfeição”.

Por isso, apela a todos quantos fazem parte do Politécnico da Guarda para que sejam “disciplinados, tolerantes e pedagógicos uns para os outros”.

Os próprios planos serão ajustados em função das situações, sendo admissível, designadamente, “desdobramento de turmas, em regime de lecionação à distância”, para garantir as condições de segurança definidas nas orientações da Direção-Geral de Saúde.

No caso da Escola Superior de Saúde (ESS), por exemplo, quando há rotatividade de grupos dentro de cada turma ou ano, funciona um regime de “rotatividade semanal”, para garantir “a segurança dos alunos no espaço de aula e dar a possibilidade de todos, idealmente, poderem comparecer a pelo menos metade das sessões presenciais”.

Há elementos destes planos que necessitam de “alguma pedagogia ao longo das próximas semanas, até serem praticados pelos alunos em larga escala” (como utilização voluntária da aplicação digital Stayaway Covid ou ocupação do mesmo lugar nas salas de aulas ao longo de todo o período), refere o presidente do IPG, sublinhando que todos têm de “colaborar uns com os outros, não só para salvaguardar a saúde de cada um, mas também para que os estudantes aproveitem integralmente o ano letivo 2020-2021 na sua formação científica de nível superior”.

Além da ESS, fazem parte do Politécnico da Guarda as escolas superiores de Educação Comunicação e Desporto (ESECD), de Tecnologia e Gestão (ESTG) e de Turismo e Hotelaria (ESTH).



Conteúdo Recomendado