Condicionamento de trânsito na A25 entre Vilar Formoso e a fronteira devido a obras

Segundo a IP, este condicionamento de trânsito manter-se-á até ao final de 2020.

A Infraestruturas de Portugal (IP) anunciou ontem que vai implementar novos condicionamentos à circulação automóvel na zona de Vilar Formoso, no âmbito da empreitada de construção do troço final da autoestrada A25 de ligação com a fronteira.

A IP refere em comunicado enviado à agência Lusa que, “dada a complexidade das alterações a adotar e de forma a minimizar os impactos para os condutores”, a implementação do condicionamento ocorrerá em duas fases.

Segundo a nota, na sexta-feira, no período da tarde, será reaberta à circulação “a saída para o nó de Vilar Formoso, ficando o trânsito da A25 (sentido Guarda/Espanha) obrigado a sair neste nó em direção à nova rotunda, do lado de Vilar Formoso”.

A segunda fase ocorrerá na terça-feira, 30 de junho, durante o período da manhã e, de acordo com a fonte, “será necessário proceder-se ao corte integral da A25 do sentido Espanha/Guarda, sendo o tráfego desviado para a rotunda e aí tomar o caminho pretendido, quer para a A25 quer para os acessos locais”.

Segundo a IP, este condicionamento de trânsito manter-se-á até ao final de 2020.

A empresa solicita “a melhor compreensão pelos incómodos e inconvenientes que esta situação provoca”, na certeza de estar “a contribuir para a melhoria das condições de segurança da infraestrutura e fundamentalmente dos seus utilizadores”.

A empreitada para construção do troço final da A25 entre Vilar Formoso (concelho de Almeida, distrito da Guarda) e a fronteira com Espanha (Fuentes de Oñoro) envolve um investimento de 13,2 milhões de euros.

A obra permite “a concretização de uma ligação transfronteiriça à A62 – Autovia de Castilla, com melhores condições de comodidade e segurança rodoviária”, adianta a IP.

O investimento compreende, entre outros trabalhos, a execução de um troço com 3,5 quilómetros de extensão em perfil de autoestrada, a reformulação do atual nó de Vilar Formoso, a construção de um viaduto com 330 metros de extensão (sobre a ribeira de Tourões), a realização de dois ramos de acesso ao nó de Fuentes de Oñoro e a criação de duas rotundas e de sete restabelecimentos que assegurarão a ligação com a rede viária local.

Ainda de acordo com a IP, “a concretização deste investimento irá permitir a conclusão da A25 (que liga Aveiro a Vilar Formoso), ligando o Porto de Aveiro a Espanha através de autoestrada, e assegurar ao tráfego de longo curso, sobretudo de veículos pesados, uma via mais eficiente, com melhores condições de comodidade e de segurança na ligação com a Europa”.



Conteúdo Recomendado