Combustíveis retomam subida com desconfinamento, mas ‘aqui’ custam menos

Os preços dos combustíveis desvalorizaram com o impacto da pandemia, mas nos últimos dias os preços voltaram a subir.

Os preços dos combustíveis retomaram o ritmo de subida com o desconfinamento, depois de várias semanas de queda dos preços. De acordo com o Diário de Notícias, o maior acréscimo, para já, registou-se no caso da gasolina.

Desde o dia 4 de maio, que marcou o início do desconfinamento e até ao final da semana passada, o preço da gasolina recuperou 4% e o gasóleo 1%, de acordo com o histórico de preços da Entidade Nacional do Sector Energético, citado pelo mesmo jornal.

Quer isto dizer que a gasolina 95 ficou mais cara cinco cêntimos, numa altura em que os portugueses regressam à possível normalidade.

No domingo, o preço médio da gasolina simples 95 era de 1,296 euros por litro, enquanto o gasóleo simples custava em média 1,141 euros por litro, de acordo com os dados da Direção-Geral de Energia e Geologia.




Conteúdo Recomendado