CIM das Beiras e Serra da Estrela cria observatório para a educação

A Comunidade Intermunicipal (CIM) das Beiras e Serra da Estrela vai criar um observatório para a educação no âmbito do plano de ação traçado para combater o abandono e insucesso escolar no seu território, que abrange 15 municípios.

Os responsáveis pelo ensino de cada autarquia estiveram reunidos na Universidade da Beira Interior conjuntamente com o Instituto Politécnico da Guarda, num encontro que marcou o arranque do projeto.

Uma primeira reunião de trabalho para definir estratégias para o futuro de um território que identificou a promoção do sucesso escolar como um dos principais objetivos para o futuro do território “a promoção do sucesso educativo na região foi identificada como um fator decisivo para fomentar o crescimento e a competitividade da região, nesse sentido, no pacto foi atribuída uma grande fatia, cerca de seis milhões de euros, para afetar a este programa, acrescenta Carlos Martins, secretário da CIM das Beiras e Serra da Estrela.

No final do encontro, as conclusões foram apresentadas pela responsável da unidade de investigação para o desenvolvimento do interior do Instituto Politécnico da Guarda, e de uma forma geral, o que os municípios sentem é que a taxa de sucesso, até ao secundário, não foge muito da média nacional, e que o principal problema estará na taxa de conclusão do secundário, que terá que ser trabalhada.

Outra conclusão é que existem vários fatores que condicionam o abandono e o insucesso escolar, uma delas tem muito a ver com a situação social e económica das famílias.
Segundo Teresa Paiva “há ainda uma outra causa identificada sobretudo pelos municípios da raia, e tem a ver com algum abandono sazonal devido aos pais se deslocarem, para trabalhos temporários, em Espanha, e levarem os filhos com eles.”

Esta foi uma primeira reunião de trabalho para por em prática um plano de ação para promover o sucesso escolar no território da CIM. Uma prioridade identificada pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela que dispõe de uma verba próxima dos seis milhões de euros até 2020.



Conteúdo Recomendado