Carlos Chaves Monteiro (PSD) quer continuar “salto qualitativo” da Guarda

Na sua opinião, este trabalho tem estado “a transformar o concelho da Guarda e a conduzi-lo para um grande ciclo de aumento da qualidade de vida dos seus habitantes”.

O presidente da Câmara da Guarda, Carlos Chaves Monteiro (PSD), espera vencer as eleições autárquicas deste ano para poder continuar a liderar o “salto qualitativo do nível de vida” dos munícipes.

O nome de Carlos Chaves Monteiro, que substituiu Álvaro Amaro na presidência da Câmara da Guarda quando este foi para o Parlamento Europeu, integra a nova lista de candidatos ontem divulgada pelo PSD.

“Este é o meu desejo porque estou – enquanto presidente da Câmara em funções – a meio de um trabalho muito importante para a cidade e para o concelho da Guarda”, justifica o candidato, em comunicado.

Na sua opinião, este trabalho tem estado “a transformar o concelho da Guarda e a conduzi-lo para um grande ciclo de aumento da qualidade de vida dos seus habitantes”.

“Nestes tempos que ainda são de pandemia, quando se levanta em todo o país uma crise social, económica e de emprego, esta transformação é crucial para a Guarda, porque irá criar mais investimento, mais emprego e uma subida sustentada do rendimento médio ‘per capita’ dos seus habitantes”, considera.

Carlos Chaves Monteiro admite que a escolha do seu nome “não foi inteiramente pacífica” e que, por isso, “tem mais valor” a confiança que a Comissão Política Nacional e o presidente do partido depositaram em si.

O autarca salienta ainda a confiança da distrital que o indicou, “o apoio de inúmeros presidentes de Junta” e “a larga maioria que, na Assembleia Municipal, aprovou o orçamento da Câmara” para este ano.

“Esta é uma candidatura de projeto. É uma candidatura de futuro. É uma candidatura que não é contra ninguém, que pretende agregar todos”, garante.


Conteúdo Recomendado