Câmara do Fundão vai dar mil viseiras a profissionais de saúde

A autarquia vai doar mil viseiras a profissionais de saúde, lares e agentes de proteção civil local e regional no âmbito do combate à pandemia da covid-19.

Em comunicado, o município presidido por Paulo Fernandes explica que a Câmara do Fundão aderiu ao projeto “Fazer Mais por todos”, que reúne vários parceiros da Cova da Beira e dentro do qual já foi possível criar e validar um protótipo de uma viseira.

Com a fase de produção a decorrer, o município já se comprometeu a financiar mil viseiras, que irá depois disponibilizar “aos profissionais de saúde, lares e agentes de proteção civil local e regional”.

A autarquia lembra ainda que está a apoiar o projeto desde a primeira hora e que a “criação do primeiro protótipo resultou de um trabalho de parceria que envolveu o Fab Lab Aldeias do Xisto, uma infraestrutura municipal que estará ao dispor também durante este período de crise para desenho e prototipagem de soluções que se mostrem necessárias”.

O projeto para a criação destas viseiras foi apresentado na quarta-feira e permitiu chegar a uma solução feita em material plástico, que é bastante ergonómica no encaixe da cabeça e que pesa apenas 45 gramas.

Esta solução foi validada por uma equipa de profissionais de saúde da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior.

O projeto também engloba uma campanha de angariação de fundos para que todos se possam associar e ajudar a comprar material de proteção individual para profissionais.

A ser dinamizado pela empresa WD Retail, o projeto tem como parceiros a Universidade da Beira Interior (UBI), a Associação Académica da Beira Interior (AAUBI), o Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira, a Câmara Municipal do Fundão, a Junta de Freguesia do Tortosendo e as empresas BSRP (Holanda) e Beira Escrita.




Conteúdo Recomendado