Câmara de Manteigas continua a defender construção de túneis na Serra da Estrela

O presidente da Câmara Municipal de Manteigas, Esmeraldo Carvalhinho (PS), reafirmou hoje a necessidade da construção de túneis na Serra da Estrela e o envolvimento das Comunidades Intermunicipais de Viseu e de Castelo Branco na reivindicação.

“Sempre disse, e repito, que os túneis da Serra da Estrela têm que ser defendidos pela Comunidade Intermunicipal de Viseu e [de] Castelo Branco ao mesmo tempo”, disse hoje o autarca.

Esmeraldo Carvalhinho falou do assunto após ter sido questionado pela agência Lusa na conferência de imprensa de apresentação do programa da Expo Estrela – 2019, que vai decorrer entre 02 e 05 de março para dinamizar a economia local e captar visitantes para o território na quadra do Carnaval.

“Eu sei que não é fácil envolver alguns concelhos da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE) a defender os túneis da Serra da Estrela, porque alguns acham que ficam periféricos e, no meu ponto de vista, este é um pensamento um bocado redutor e nada realista daquilo que pode acontecer em toda esta região, com os túneis da Serra da Estrela”, observou.

O autarca socialista defende o envolvimento de Viseu e de Castelo Branco na defesa do projeto de construção dos túneis rodoviários para atravessamento da serra, na ligação Covilhã-Manteigas-Seia-Gouveia, porque “a interação, os movimentos pendulares ao nível de pessoas e mercadorias, os movimentos pendulares ligados à economia entre essas duas regiões, entre Viseu e Castelo Branco, fazem-se, ou pelo norte da Guarda, ou pelo sul da Covilhã, com prejuízos imensos para as empresas e para as pessoas”.

“Nós não defenderemos [a construção dos túneis] apenas e só para as pessoas visitarem mais rapidamente o concelho de Manteigas, é para evitar, inclusivamente, que os automóveis subam serra acima até aos 2.000 metros, que essa é uma outra discussão. É uma outra discussão que já foi lançada e que não podemos perder”, justificou.

Em sua opinião, trata-se da “preservação da Serra da Estrela, com a definição dos trajetos via automóvel, até uma determinada altitude como é óbvio, e depois, preservando até à altitude máxima dos 2.000 metros”.

“Essa é uma outra discussão, mas também não se pode dissociar da defesa dos túneis da Serra da Estrela”, rematou.

O presidente da autarquia de Manteigas, no distrito da Guarda, disse que não vai desistir da defesa dos túneis rodoviários da Serra da Estrela e que irá esperar que “haja um momento mais propício” para o assunto ser discutido, pois, neste momento, também “há uma discussão na Serra da Estrela que tem a ver com os Itinerários Complementares”.

Para Esmeraldo Carvalhinho, é preciso “criar dinâmicas” no concelho de Manteigas e junto de outras instituições, nomeadamente junto da CIMBSE, que envolve 15 municípios dos distritos da Guarda e de Castelo Branco.




Conteúdo Recomendado